“A Amazônia está queimando”: É o cinismo sem amarras onde o criminoso posa de vítima

Começo o texto com as palavras de Padre Antônio Vieira, ao abordar a questão da mentira:

“E, verdadeiramente, para não mentir, não é necessário ser santo, basta ser honrado, porque não há coisa mais afrontosa, nem que maior horror faça a quem tem honra, que o mentir”. (Padre Vieira o Sermão da Segunda Dominga da Quaresma/ pregado na Capela real – VIEIRA, p. 297, v. VI).

Advirto que o texto será longo, mas prazeroso. Portanto, abra uma cerveja, neste domingo, sente-se confortavelmente e comece a ler com atenção. Ao final você poderá esfregar o texto na cara de qualquer salvador da terra. Adiante!

Continua depois da publicidade

Emmanuel Macron, o presidente francês, anunciou em altos brados para o mundo:

“A Amazônia está queimando!!!”

25 milhões de pessoas moram na Amazônia legal, ou como querem alguns estudiosos na Pan-Amazônia que engloba toda a região banhada pelo rio Amazonas e seus afluentes, com características próprias e comuns, é formada por nove países (Bolívia, Brasil, Colômbia, Equador, Guiana Francesa, Guiana Inglesa, Peru, Suriname e Venezuela) e atinge dez Estados brasileiros (Acre, Amapá, Amazonas, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins) e em todos esses lugares moram pessoas.

Sim, aqui, na Pan-Amazônia, mora alguém!

O grito irresponsável de Macron parece dizer ao mundo que os 25 milhões de amazônidas estão todos loucos! Estão queimando a floresta onde vivem há séculos e se suicidam pulando dentro do fogo! Vamos salvá-los, grita Macron, a eles e a floresta! O cheiro de suas carnes humanas assando e o cheiro das árvores queimando se estende por quilômetros! Vamos salvá-los!

Macron, o irresponsável, juntamente com manifestantes “sem noção” e sem qualquer conhecimento do assunto, tais como Greta Thunberg, passando por Guterres, o Secretario-Geral das Nações Unidas, Madonna, a pop star, Cristiano Ronaldo, o jogador, Leonardo Di Caprio o ator, e mais os entreguistas brasileiros, capitaneados pelo mago-escritor Paulo Coelho, juntando “os artistas”, “os ativistas”, as ONGS, “os canhotas de todos os tipos”, “movimentos sociais das minorias” , todos, enfim, todos se ligaram para salvar em uma só voz a floresta que arde dia e noite sem parar. “Emmanuel Macron, disse que os incêndios são uma emergência internacional e um “ecocídio”, criticando o governo brasileiro por não agir para proteger a floresta.”

Tudo isso seria verdade ou tem algo por trás dessa gritaria? Analisemos, pois!

Em reportagem em 09/09/2019 o site da BBC afirmava:

“Por meio de dados de satélite, a Reality Check Team, a equipe de checagem da BBC, analisou o que ocorreu em quatro áreas: Brasil, Sibéria, Indonésia e África Central. A conclusão é que, embora os incêndios deste ano tenham causado danos significativos ao meio ambiente, eles já foram piores no passado.”

Eis o primeiro gráfico de incêndios na Amazônia:

Número de incêndios no Brasil – (De 1/1 a 27/8 a cada ano) — Foto: BBC News/Inpe

Façamos a leitura dos dados: Azul Claro incêndios no Brasil. Azul escuro Amazônia brasileira. Os dados em Azul Claro mostram que os maiores picos de incêndios se deram nos anos de 2003, 2004, 2005, 2007 e 2010. Note que 2019 fica praticamente igual a 2012. Agora a Amazônia no gráfico Azul Escuro: 2003, 2004, 2005 são os maiores focos de incêndios, depois começa a baixar e vai oscilando e 2019 fica igual a 2006.

Por que Macron e sua turma gritam que a Amazônia está queimando se os incêndios caíram pela metade?

Não sabem ler ou escondem algo?

Vejamos outro gráfico:

Área queimada na Amazônia brasileira – (Dados de 2019 vão até 31/8) — Foto: BBC News/Inpe

Analisemos os dados. A leitura é facílima: Os focos de incêndios que chegaram a 160.000 em 2005, baixam em 2019 para 40.000. Mágica? O Brasil nada está fazendo para conter queimadas? Por que Macron e sua turma gritam que a Amazônia está queimando? Não sabem ler ou escondem algo?

Olhemos outra parte do mundo em 2019: a Indonésia. “Lá estão algumas das florestas tropicais com mais biodiversidade e mais antigas do mundo. A partir de dados de satélite, mais de 20 mil incêndios foram detectados neste ano até agora, segundo Tadas Nikonovas, geógrafo da Universidade de Swansea, no Reino Unido.”

Queimadas na Indonésia – (Dados de 2019 vão até 28/8) — Foto: BBC News/Inpe

Ao analisar o gráfico, vemos que em 2015 o número de focos de queimadas nas florestas da Indonésia chegou 180.000. As árvores da Indonésia não servem para nada? As florestas da Indonésia não produzem oxigênio? As queimadas por lá não afetam o clima mundial?

O que escondem Macron e sua turma?

Voltemos nossos olhares para Africa Subsaariana em 2019: “Os satélites da Nasa, a agência espacial americana, identificaram milhares de incêndios em Angola, Zâmbia e na República Democrática do Congo. “Não há evidências de que os incêndios que estamos vendo na África sejam piores do que os níveis nos últimos anos”, disse à BBC Denis McClean, do escritório da ONU para a Redução do Risco de Desastres. Olhemos o gráfico:

Queimadas na República Democrática do Congo – (janeiro a agosto) — Foto: BBC News

Níveis recordes na África. Para justificar seu ponto de vista nos debates sobre as queimadas, ao comparar com Amazônia, dizem que os incêndios na África Subsaariana são diferentes. Mas, qualquer pessoa normal sabe que fogo é fogo em qualquer lugar e queimada é queimada em qualquer lugar, produzindo os mesmos gases tóxicos. Ou o que queima na África pouco importa para o mundo? Não afeta a floresta tropical africana? Não? E como os “especialistas” apontaram que cinzas da Amazônia afetaram o estado de São Paulo a milhares de km de distância? “Especialistas dizem que é difícil saber exatamente o que está causando esses incêndios. É provável que muitos ocorram em pastagens, bosques ou savanas em comunidades agrícolas pobres”. “Os incêndios são ferramentas muito importantes de gerenciamento e são usados para limpar a terra para o plantio”, diz Lauren Williams, especialista em florestas da África . Vejam só, este especialista acertou na megasena, descobriu o óbvio. Descobriu que os povos pobres que vivem nas florestas precisam comer!

O que escondem Macron e sua turma?

Olhemos a Sibéria: “O Greenpeace chamou os incêndios que atingiram a região russa da Sibéria neste ano de “um dos piores acontecimentos do século”. A nuvem de fumaça atingiu o tamanho de todos os países da União Europeia somados. A Agência Florestal Federal da Rússia diz que mais de 10 milhões de hectares (100 mil km2) foram afetados desde o início deste ano, o que já supera o total de 8,6 milhões em todo o ano de 2018.

Número de incêndios na Sibéria e no extremo oriente da Rússia – (Dados de 2019 vão até 28/8) — Foto: BBC News/Inpe

Estes incêndios monumentais em nada prejudicam o clima do mundo? A terra nada sofreu? Nem um grama de gás tóxico foi expelido do material queimado?

O que escondem Macron e sua turma? São burros? Ingênuos?

Vejamos: Em 07-03-2018 o site do Parlamento Europeu publicou um estudo com o título de Emissões de gases com efeito de estufa na UE e no mundo: “Os gráficos abaixo classificam os países da UE pelas emissões totais de gases com efeito de estufa (GEE) em 2017 e enumeram os principais emissores de gases com efeito de estufa do mundo em 2015. A UE é o terceiro maior emissor depois da China e dos Estados Unidos, seguida pela Índia e pela Rússia. Os gases com efeito de estufa permanecem na atmosfera por períodos que podem chegar aos milhares de anos. Estes gases têm, portanto, um impacto mundial, independentemente de onde tenham sido libertados.”

(https://www.europarl.europa.eu/news/pt/headlines/society/20180301STO98928/emissoes-de-gases-com-efei…)

Olhem a França de Macron, o cínico Salvador da Terra: é o segundo maior poluidor da Europa!

Olhem, agora, para o gráfico dos poluidores do mundo, compare e veja quem mais polui a terra:

O que são os gases com efeito de estufa?

• O gás com efeito de estufa é um gás na atmosfera que atua de forma parecido ao vidro numa estufa: absorve a energia e o calor do Sol que são irradiados pela superfície da Terra, conserva-os na atmosfera e evitando que escapem para o espaço.

• Este processo é o principal motivo por detrás do efeito estufa que mantém a temperatura do planeta mais quente, permitindo assim a vida na Terra.

• Muitos gases de efeito estufa são libertados de forma natural na atmosfera, mas a atividade humana acrescenta enormes quantidades, aumentando assim o efeito estufa que contribui para o aquecimento global.

Começaram a perceber o que esconde Macron e sua turma de salvadores do planeta Terra?

Aprofundemos ainda mais: A revista Veja publicou em 10 de outubro de 2019:

“Um estudo do Climate Accountability Institute divulgado nesta quarta-feira, 9, aponta o grupo de grandes corporações que é responsável por mais de um terço de toda a emissão de gases causadores do efeito estufa desde 1965 até 2017.

A análise comandada por Richard Heede indica que o instituto escolheu 1965 como ponto inicial, “porque pesquisas recentes revelaram que em meados dos anos 60 o impacto climático dos combustíveis fósseis era de conhecimento de líderes mundiais e políticos”. O cálculo foi baseado na produção anual de combustíveis fósseis divulgada por cada empresa, levando em conta as emissões desde a extração até o uso final. “Focamos em empresas de combustíveis fósseis que, em nossa opinião, produziram e comercializaram combustíveis de carbono para bilhões de consumidores, com o conhecimento de que seu uso poderia agravar a crise climática”, afirma Heede.

Eis a lista:

1. Saudi Aramco (Saudi Arabia) — 59,26 bilhões de toneladas (4,38% do total)

2. Chevron (EUA) — 43,34 bilhões de toneladas (3,20% do total)

3. Gazprom (Russia) — 43,23 bilhões de toneladas (3,19% do total)

4. ExxonMobil (EUA) — 41,90 bilhões de toneladas (3,09% do total)

5. National Iranian Oil Co. (Irã) — 35,65 bilhões de toneladas (2,63% do total)

6. BP (Reino Unido) — 34,01 bilhões de toneladas (2,51% do total)

7. Royal Dutch Shell (Holanda) — 31,94 bilhões de toneladas (2,36% do total)

8. Coal India (Índia) — 23,12 bilhões de toneladas (1,71% do total)

9. Pemex (México) — 22,64 bilhões de toneladas (1,67% do total)

10. Petroleos de Venezuela — 15,74 bilhões de toneladas (1,16% do total)

11. PetroChina (China) — 15,63 bilhões de toneladas (1,15% do total)

12. Peabody Energy (EUA) — 15,38 bilhões de toneladas (1,14% do total)

13. ConocoPhilips (EUA) — 15,22 bilhões de toneladas (1,12% do total)

14. Abu Dhabi (Emirados Árabes) — 13,8 bilhões de toneladas (1,01% do total)

15. Kuwait Petroleum Corp. — 13,47 bilhões de toneladas (1% do total)

16. Iraque National Oil Co. — 12,59 bilhões de toneladas (0,93% do total)

17. Total SA (França) — 12,35 bilhões de toneladas (0,91% do total)

18. Sonatrach (Argélia) — 12,30 bilhões de toneladas (0,91% do total)

19. BHP Billiton (Austrália) — 9,80 bilhões de toneladas (0,72% do total)

20. Petrobras (Brasil) — 8,67 bilhões de toneladas (0,64% do total) .( https://veja.abril.com.br/brasil/petrobras-esta-na-lista-das-vinte-empresas-mais-poluidoras-do-mundo….

Acho que é o bastante. Os salvadores do Planeta Terra afirmam que os “cientistas consideram a Amazônia como uma das principais proteções naturais contra o aquecimento global, já que a floresta atua como gigantesca absorvedora de carbono. A floresta também é rica em biodiversidade e abriga bilhões de espécies ainda não estudadas.”

Perceberam a coisa?

Eles poluem, as árvores da Amazonia absorvem a sujeira. Eles aquecem o planeta, as árvores da Amazônia atuam como refrescante para os povos ricos…

Por que Macron e sua tropa não apontam o dedo para os verdadeiros vilões do aquecimento global que são China, EUA ( onde vive Leonardo Di Caprio), União Europeia (onde está a França de Macron), Índia, Rússia e Japão?

Por que não acusam a si próprios e tratam de corrigir seus erros?

Por que utilizam uma cortina de fumaça com artistas, ativistas, jornalistas, crianças, pseudos-cientistas, que se prestam ao serviço sujo?

Por que jornalistas brasileiros, cantores e intelectuais fazem coro a essas vozes criminosas?

Não, não somos a favor de nenhum incêndio na Amazônia brasileira. Temos uma pequena parcela de culpa? Sim, temos. Não fugimos e nem fugiremos de nossas responsabilidades. Não! Definitivamente, não!

Mas o que não podemos aceitar é a acusação falsa de incendiários. De vilões da poluição do mundo. De causadores do aquecimento global. As provas cientificas foram mostradas aí acima. Com um agravante: os dados são ofertados pelos maiores poluidores do Planeta Terra. Eles identificaram TODOS OS DANOS que causaram ao Planeta e para fugirem de suas responsabilidades apontam incêndios na floresta Amazônica. Graciosamente apontam o Brasil e os brasileiros como culpados.

O “Pequeno Druida Francês”, ao soprar para o mundo sua flauta, de onde sai a doce música da mentira, cria uma narrativa e uma fantasia: A narrativa é a de que os incêndios na floresta Amazônica são os responsáveis pelo aquecimento da terra. A fantasia é a de que o Bioma Amazônico é o pulmão do mundo, o único pulmão, uma espécie de bóia-de-salvação para os habitantes da terra, e que ao perdê-lo a terra inteira virará um inferno, portanto a floresta deverá permanecer intocada para todo o sempre, o que é ridículo, pois a ciência há muito já enterrou esse discurso.

É o cinismo elevado ao mais alto grau, onde o criminoso posa de vítima.

Carlos Sampaio
JCO

COMPARTILHE E COMENTE ABAIXO

ESCÂNDALO! Mesmo com patrimônio acima de R$ 1 milhão, 298 candidatos são flagrados recebendo auxílio emergencial

A “compaixão” pelo suicídio de Elias Maluco e o absurdo questionamento ao governo sobre as condições do encarceramento

Comente!

Selecionados para você!