ALEGRIA GERAL: Jean Wyllys diz que só voltará ao país quando Bolsonaro não for mais presidente

COMPARTILHA

O ex-deputado Jean Wyllys deu entrevistas declarando que não aceitou o asilo oferecido a ele na França – oferta essa que a Embaixada desconhece, e mostrando interesse de tentar uma bolsa de doutorado na Alemanha, mais precisamente em Berlim.

Ele desistiu do seu terceiro mandato com medo das ameaças que vinha sofrendo. Crítico ao presidente Jair Bolsonaro, Wyllys declarou que só voltará ao país quando seu inimigo deixar a Presidência.

O ex-deputado Jean Wyllys deu entrevistas declarando que não aceitou o asilo oferecido a ele na França – oferta essa que a Embaixada desconhece, e mostrando interesse de tentar uma bolsa de doutorado na Alemanha, mais precisamente em Berlim.

Segundo Gospel prime ele desistiu do seu terceiro mandato com medo das ameaças que vinha sofrendo. Crítico ao presidente Jair Bolsonaro, Wyllys declarou que só voltará ao país quando seu inimigo deixar a Presidência.

“Não basta Bolsonaro ser um energúmeno, um incompetente, precisa ser debochado com a democracia brasileira”.

A fala foi em resposta a uma pergunta sobre as supostas comemorações feita pelo presidente no Twitter no dia que Jean Wyllys teria anunciado que não voltaria mais para o Brasil.

O tuíte de Bolsonaro dizia “grande dia”. O presidente negou que tenha sido em comemoração à notícia sobre o agora ex-deputado.

noticiabrasilonline

COMPARTILHA