Anvisa proíbe venda de 16 medidores de glicose com variação maior que 15% nos resultados da medição

Compartilhe essa notícia!

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) cancelou o registro de 16 medidores de glicose. Os equipamentos, chamados de glicosímetros, são utilizados por diabéticos para o acompanhamento da glicemia no sangue.

Segundo a agência, os itens com venda proibida não atendem especificações internacional. Entre os itens com venda proibida estão alguns aparelhos e tiras de medição das empresas Abbott, Bayer, HDI, Injex, Johnson & Johnson, Nipro e Roche. A VR Medical teve um produto suspenso, mas recorreu e a venda do item foi liberada.

Para serem comercializados, os glicosímetros não podem apresentar variação maior que 15% nos resultados da medição de glicose quando comparados a testes de laboratório, segundo uma resolução da Anvisa.

Em maio, o órgão do governo havia pedido as empresas que comercializam os itens a apresentarem relatórios em até 180 dias sobre a eficácia dos produtos. Quem não apresentou ou teve resultado fora dos requisitos, teve o registro cancelado.

De acordo com a Anvisa, erros na leitura dos níveis de açúcar no sangue podem acarretar decisões equivocadas na alimentação e medicação dos diabéticos, agravando os problemas de saúde.

A orientação da agência é que pacientes que tenham os produtos continuem a utilização até acabarem as tiras medidoras, caso elas ainda estejam na validade. Além disso, alerta para a necessidade de procurar o médico que trata da diabetes para discutir alternativas à medição.

Fonte: Veja.com


NOSSO GRUPO NO WHATSAPP! Entre aqui!

Participe dos debates nos grupos!

Compartilhe essa notícia!