Após ser alvo de críticas por apologia a maconha, Ludmilla se vitimiza e ameaça processar

COMPARTILHE AGORA!

A cantora, Ludmilla, divulgou nesta quarta-feira, 8, uma nota através de sua assessoria de imprensa, manifestando seu repúdio às críticas que está recebendo, devido a sua última música lançada, “Verdinha”.

A canção em questão, faz apologia ao uso, cultivo e venda de maconha.

Não bastasse a música ter a sonoridade com uma qualidade um tanto ‘discutível’, ainda faz apologias às drogas. Isso parece representar o caráter das pessoas envolvidas na produção da música da ‘artista’.

Além de tudo, a cantora se apresentou no programa da Rede Globo, “Encontro”, apresentado por Fátima Bernardes, no dia 23 de dezembro. Na ocasião, Ludmilla cantou a música apologética.

A Rede Globo, infelizmente dando guarida a apologias a drogas, racismo, vitimismo e demais crimes.

O deputado federal, Otoni de Paula, denunciou na Polícia Federal a apresentação da cantora na emissora, por entender, como fato ainda mais grave,a apologia sendo feita em horário que menores de idade estavam assistindo o canal.

“A artista e sua equipe lamentam a veiculação de textos mascarados de mera reprovação ao que canta a artista, mas que na verdade servem como pano de fundo para disseminação do ódio, da discriminação e do preconceito. […] [Ludmilla] esclarece que não poupará esforços para adotar todas as medidas cíveis e criminais que se fizerem necessárias”, dizia a nota.

A nota mostra claramente o vitimismo por trás do ‘crime’ praticado.

JCO

COMPARTILHE AGORA!