Atenção senadores: se o povo não pode se defender com armas legais, vocês também não podem

VAMOS COMPARTILHAR!

Nesta terça-feira (18), o Senado Federal deve se reunir para decidir sobre o decreto que autoriza e regulamenta o acesso às armas para o cidadão que queira exercer seu direito à legítima defesa.

O decreto de Bolsonaro é o cumprimento de um compromisso de campanha com o povo brasileiro. Mais que isso, é o respeito, ainda que tardio, à vontade popular expressa no referendo de 2005, em que os brasileiros decidiram que queriam ter acesso à armas de fogo para se defender.

Decisão popular que foi desrespeitada pelos Petistas e ignorada pela imprensa. Agora o Senado ameaça derrubar o decreto do Presidente que teve a coragem de colocar o que o povo decidiu, em prática. Pensem bem senadores. Não estarão derrubando a vontade do Bolsonaro, estarão derrubando a vontade do Povo. Não uma vontade fajuta expressa em pesquisas da grande mídia, mas a vontade verificada, expressa em voto no referendo.

Como quase todo político, os senadores se isolaram na bolha de faz de conta chamada Brasília. Lá, onde eles são protegidos por armas 24 horas por dia, eles não vêem motivos para permitir que os meros mortais aqui embaixo se defendam da violência. Violência pra eles é apenas um dado. Um número numa folha em branco.

Se querem retirar esse DIREITO do cidadão, caros senadores, dêem o exemplo primeiro. Abram mão dos seguranças armados que vigiam seus condomínios, abram mão dos seguranças armados que fazem sua escolta, exijam que os policiais legislativos trabalhem desarmados. Vamos ver até que ponto vocês realmente acreditam que armas não trazem segurança.

#ArmaLegalSim

(Texto de Frederico Rodrigues)

Jornal da Cidade Online


NOSSO GRUPO NO WHATSAPP! Entre aqui!

Participe dos debates nos grupos!

VAMOS COMPARTILHAR!