Áustria multará em R$ 22,5 mil quem recusar se vacinar contra a Covid-19

Compartilhar

O governo da Áustria tornará a vacina contra a Covid-19 compulsória no país. Com a regra, que começa a valer em fevereiro de 2022, quem se recusar a receber o imunizante terá de pagar multas de 3.600 euros, o equivalente a R$ 22,5 mil pela cotação atual.

A ministra da Constituição do país, Karoline Edtstadler, afirmou que, além da multa, haverá também cobrança de 1.500 euros (R$ 9.000) pela recusa em receber a dose de reforço do imunizante.

A medida torna a Áustria o primeiro país da Europa Ocidental a tornar obrigatória a vacinação contra a Covid-19.

No momento, a nação tem uma das menores taxas de imunização da região: cerca de 66% da população elegível. O país tem enfrentado alta no número de casos da doença.

Compartilhar

Anitta rebate Bolsonaro: ‘Fiz mais pela galera do que o senhor’

Governo eleva para R$ 106,1 bilhões estimativa de espaço fiscal com PEC dos Precatórios em 2022

Ajude a manter o site no ar. Faça uma doação de qualquer valor.


Compartilhe nos grupos do Facebook e nas suas redes.