Bolsonaro diz que na próxima semana haverá mais trocas no governo

COMPARTILHE A NOTÍCIA EM SUAS REDES SOCIAIS

Presidente citou mudança no comando da Petrobras para defender que precisa “trocar peças que, porventura, não estejam dando certo”.

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) — que está em agenda em em Campinas (SP) neste sábado (20/2) — adiantou que fará mais trocas no governo na próxima semana, mas não forneceu detalhes sobre as mudanças. Na noite de sexta-feira (19/2), o mandatário anunciou que irá substituir o atual presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, pelo general Joaquim Silva e Luna.

“Eu tenho que governar, trocar as peças que, porventura, não estejam dando certo. E se a imprensa está preocupada com troca de ontem, na semana que vem teremos mais. O que não falta para mim é coragem para decidir pensando no bem maior da nossa nação”, disse Bolsonaro em evento de cadetes do Exército.

O anúncio do quarto reajuste no preço dos combustíveis pela Petrobras, na última quinta-feira (18/2), foi a gota d’água para a saída de Castello Branco. Pressionado especialmente pelos caminhoneiros, o presidente da República vinha dizendo que haveria mudança na estatal.

“O mais fácil é se acomodar, é se aproximar daqueles que não têm compromisso com a sua pátria e, assim, usufruir de benesses”, continuou Bolsonaro em seu discurso.

Silva e Luna é diretor-geral da Itaipu Binacional e ex-ministro da Defesa no governo Michel Temer (MDB). O nome dele ainda precisa ser chancelado pelo Conselho de Administração da Petrobras, que se reúne na próxima terça-feira (23/2).

Desde 2018, os preços dos combustíveis são definidos de acordo com o mercado internacional, sem interferência do governo. Isso significa que quando a cotação do petróleo sobe nas principais bolsas de negociação do mundo, a estatal também revisa seus valores no Brasil.

Agenda em Campinas
O presidente participou de cerimônia de entrada de novos alunos na Escola Preparatória de Cadetes do Exército, na companhia dos ministros da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno, e da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos.

Também presentes no evento ao lado do presidente os deputados Eduardo Bolsonaro, Coronel Tadeu e General Peternelli, todos do PSL de São Paulo.

A agenda do presidente prevê que ele retorna a Brasília no fim da tarde deste sábado.

Metrópoles

Ajude-me a manter o site no ar. Faça uma doação de qualquer valor.

COMPARTILHE A NOTÍCIA EM SUAS REDES SOCIAIS

Terça Livre: Desembargador manda reativar canal no youtube e dobra multa

Sorria, você está sendo manipulado