Bolsonaro lamenta não haver prisão perpétua para assassinas do menino Rhuan

VAMOS COMPARTILHAR!

A morte brutal do menino Rhuan Maycon, de apenas 9 anos de idade, esquartejado vivo por um casal lésbico, deixou o país em choque com tamanha falta de humanidade.

Sobre o caso, nesta terça-feira (18) o presidente Jair Bolsonaro lamentou, através de suas redes sociais, sobre não haver na Constituição Brasileira a opção de prisão perpétua para crimes cruéis como este.

A publicação, até a postagem desta notícia, já conta com mais de 12 mil curtidas há 10 minutos que fora disponibilizada online. Veja:

Jornal da Cidade Online


NOSSO GRUPO NO WHATSAPP! Entre aqui!

Participe dos debates nos grupos!

VAMOS COMPARTILHAR!