Bolsonaro sobre vacinas: “A gente não sabe o efeito colateral”

COMPARTILHE A NOTÍCIA EM SUAS REDES SOCIAIS

Presidente afirmou que não pode “ser irresponsável e comprar” qualquer imunizante.

O presidente Jair Bolsonaro voltou a dizer, nesta terça-feira (12), que os efeitos colaterais da vacina contra a Covid-19 ainda não são conhecidos. Em conversa com apoiadores, ele se queixou mais uma vez do fato de os laboratórios farmacêuticos não se responsabilizarem por efeitos adversos.

PUBLICIDADE

– A questão da vacina [é que] não posso ser irresponsável e comprar a vacina que tiver na prateleira de qualquer país do mundo. Tem que passar pela Anvisa, Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Tem os protocolos – disse ele a um grupo de simpatizantes, na saída do Palácio da Alvorada, nesta manhã.

O presidente, que já afirmou que não tomará imunizante, tem demonstrado resistência às vacinas, justificando que estas são de uso experimental.

– A gente não sabe o efeito colateral, e os laboratórios até o momento não se responsabilizam por efeitos colaterais. Se tiver um problema sério, aí é problema teu, não é do laboratório que produziu aquela vacina – afirmou.

Na conversa com apoiadores, o chefe do Executivo comentou também sobre a situação do Amazonas, que vive nova alta de casos de infecção e de mortes por conta da Covid-19. Segundo o presidente, a situação na capital do estado estava um “caos” e, por isso, pediu que o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, fosse ontem lá.

O presidente atribuiu a situação crítica do estado à falta de um tratamento precoce.

– Mandamos ontem o nosso ministro da Saúde para lá [Manaus]. Estava um caos. Não faziam o tratamento precoce. Aumentou assustadoramente o número de mortes – citou.

Bolsonaro disse ainda que Pazuello já teria “interferido” para resolver a situação.

Estadão

COMPARTILHE A NOTÍCIA EM SUAS REDES SOCIAIS

“Essa de 50% é uma boa ou não?”, diz Bolsonaro a apoiador sobre CoronaVac

China “sumiu ” com o dono e agora vai estatizar Alibaba