Boulos coloca informação falsa no currículo e esquece de colocar “especialista em invasão a propriedade privada”

Candidato à Presidência afirma trabalhar na USP, mas não possui vínculo com a instituição.

O candidato à Presidência Guilherme Boulos (PSOL) colocou informações falsas no seu currículo na plataforma Lattes, como mostrou o portal G1.

AdChoices
PUBLICIDADE

No campo Atuação Profissional, Boulos afirmou possuir vínculo com a USP e a Escola de Educação Permanente da Faculdade de Medicina da USP (FMUSP).

Leia também1 TSE pode barrar candidatura sem questionamentos
2 Confira o patrimônio dos candidatos à Presidência
3 Daciolo diz que não declarou patrimônio por não ter bens

A alegação, no entanto, é falsa, como esclareceu a assessoria de imprensa da instituição. De acordo com o Hospital das Clínicas da FMUSP, Boulos “não tem nenhum vínculo com a instituição, não faz parte do quadro de funcionários” e apenas contribuiu com alguns cursos presenciais e de ensino a distância.

– O Lattes de Guilherme Boulos está desatualizado e não é editado desde 2017. Ele foi bolsista da Capes de 2014 a 2016 quando era aluno de mestrado na USP. É a este vínculo que o currículo se refere – justificou a assessoria de imprensa do candidato ao portal G1.

O correto, portanto, seria o registro estar no campo Formação Acadêmica/Titulação e não em Atuação Profissional.

O currículo de Guilherme Boulos Foto: Reprodução

Pleno News

Parabéns STF, Fachin! Bandidos comemoram mais um mês de liberdade nas favelas para matar, traficar, estuprar e roubar o cidadão de bem

STF troca os vidros: será que vai proteger os Supremos?