Caso Oswaldo: Elias Mattar Assad assume defesa, um dos maiores criminalistas do país

COMPARTILHE!

Eustáquio foi preso na Operação Lume que investiga apoiadores do presidente Jair Bolsonaro por críticas ao Supremo Tribunal Federal

Um dos mais renomados advogados criminalistas do país, Elias Mattar Assad, assumiu a defesa do jornalista Oswaldo Eustáquio, preso na sexta-feira (26), em Campo Grande, Mato Grosso do Sul.

O jornalista foi detido pela Polícia Federal no âmbito da Operação Lume que investiga apoiadores do presidente Jair Bolsonaro por críticas ao Supremo Tribunal Federal. De acordo com o Ministério Público Federal (MPF), o jornalista teria defendido uma “ruptura institucional de maneira oblíqua”. A prisão faz parte do inquérito das fakes news conduzido pelo ministro do STF Alexandre de Moraes.

Oswaldo Eustáquio está preso na sede da Polícia Federal no Mato Grosso do Sul, em uma sala de Estado Maior que trata-se de um recinto sem grades, portanto não é uma cela.

Autos do inquérito
À imprensa, a defesa do jornalista ressaltou que não teve acesso aos autos do inquérito. “Não obstante todo o esforço destes patronos em buscar acesso aos autos do inquérito como forma de subsidiar a Ampla Defesa de seu cliente, até o presente momento não foi conferido acesso aos autos. Não tendo havido acesso ao inquérito e, correndo este em Segredo de Justiça, até o presente momento não há informações claras a respeito dos fundamentos e motivos da prisão do Jornalista”, declarou a defesa.

Brasil sem medo

COMPARTILHE!

URGENTE: Celso de Mello permite Joice Hasselmann na chefia da Comunicação da Câmara

Vídeo da gambiarra! Hospital de campanha alagado! Parabéns Covas e Doria