Como assim? Prefeito confirma autoria do irmão e diz que crime ”não muda nada” na campanha

Deiró Marra (PSB) disse que o fato de um parente matar outra pessoa ”pode acontecer com qualquer um”. Político também decretou luto oficial de três dias e exonerou o suspeito de matar o candidato a vereador Cássio Remis.

O prefeito de Patrocínio, no Alto Paranaíba, Deiró Marra (PSB), deu entrevista coletiva no início da noite desta quinta-feira (24) depois da morte do candidato a vereador pela cidade, Cássio Remis. O principal suspeito do crime é o irmão de Deiró, Jairo Marra, atual secretário de Obras da prefeitura.

Na ocasião, o prefeito afirmou diversas vezes que o crime não muda em nada a sua campanha para as eleições deste ano e reiterou que será candidato à reeleição. Deiró Marra disse que o fato de um parente tirar a vida de um adversário político “pode acontecer com qualquer um”.

Continua depois da publicidade

“Isso aqui não tem nada a ver com a campanha. Foi uma tragédia. Eu me enluto com a família. É um fato que fatalmente pode acontecer com qualquer um, qualquer cidadão. Não é isso. (O assassinato) não tem nada a ver com o nosso projeto político”, disse Deiró Marra em coletiva.

EM.com.br

COMPARTILHE E COMENTE ABAIXO

VERGONHA: Senado gasta R$ 424 milhões por ano com pensionistas, viúvos e filhos recebem privilégios de até R$ 35.000 mensais

URGENTE: Bolsonaro trocou de cirurgião ao descobrir que médico disse: “autoritário”, “truculento” e “inculto”

Comente!

Selecionados para você!