Covid-19: Vacinação só não basta e Carnaval preocupa, diz OMS

Compartilhar

Para a brasileira Mariângela Simão, Europa é exemplo da necessidade de mais medidas contra covid-19.

A diretora-geral assistente da Organização Mundial de Saúde (OMS), Mariângela Simão, alertou ontem que a nova onda de covid-19 na Europa é uma ilustração de que só a vacinação não é suficiente, numa sinalização ao Brasil sobre a importância de outras medidas sanitárias para cortar a transmissão do vírus.

Ao Valor a brasileira com o posto mais alto na governança global de saúde observou que “o que está acontecendo em países que têm maior cobertura vacinal é extremamente importante neste momento”, em referência à nova onda de contaminação em países europeus.

“A ressurgência de casos na Europa após a flexibilização das medidas sociais e de saúde pública é uma realidade inescapável”, acrescentou. “Só a vacinação não basta; com certeza diminui hospitalizações e mortes pelo Sars-CoV2, mas não diminui a transmissão a ponto de eliminar a circulação do vírus.”
Para Mariângela, continuam sendo da maior importância o uso de máscara, distanciamento social, lavar as mãos etc.

Na Europa, vários países em situação quase de pânico impõem ou planejam restrições sanitárias mais rigorosas, como reduzir o deslocamento de pessoas nos centros comerciais, desencorajar as viagens e multidões nos restaurantes, bares, estações de esqui.

G1

Compartilhar

VACINAS ESTÃO ESTERELIZANDO A HUMANIDADE: Obstetra denuncia os efeitos em mulheres

Condecorado na Câmara, Bolsonaro confirma ida para o PL

Ajude a manter o site no ar. Faça uma doação de qualquer valor.


Compartilhe nos grupos do Facebook e nas suas redes.