Damares responde internauta que a acusou de roubo

A ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, participa da abertura do 6º Congresso Internacional sobre Liberdades Civis Fundamentais.

COMPARTILHA

Na época em que o caso veio à tona, a indígena Ysani Kalapalo desmentiu a revista Época e acusou a equipe de reportagem de invadir a aldeia.

Neste domingo (1), a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, rebateu as acusações feitas por um internauta.

Na ocasião, Damares publicou um texto em menção a cantora Marcela Taís, artista de grande relevância no cenário gospel.

Segundo a ministra, Marcela é tida como uma filha.

“Eu chamei você por esse rótulo, esse nome sagrado, ‘filha’, muitas e muitas vezes”, diz parte da postagem de Damares, que presta uma homenagem pelo casamento da cantora.

O texto chamou a atenção dos internautas e rendeu muitos comentários.

Um usuário aproveitou a deixa e questionou: “Essa foi roubada também, ou essa tá tudo certinho, dentro da lei?” — fazendo referência a uma reportagem da revista Época, que em janeiro veiculou a acusação de Damares ter roubado uma criança de 6 anos de uma aldeia indígena.

Para a surpresa dele, a própria ministra revidou o comentário.

“Aqui o amor é de graça!”, escreveu Damares.

E acrescentou:

“Mas me fale você, essa sua babaquice, roubou ou nasceu com ela? Paz!”,

Conexão Política

COMPARTILHA