David Miranda e Glenn não registram empregado e dão “balão” na previdência

COMPARTILHA

Numa ação trabalhista que tramitou perante a Justiça do Trabalho do Rio de Janeiro, o casal David Miranda e Glenn Greenwald foi processado pela família de um caseiro.

O pedido da ação pleiteava salário não pago, décimo terceiro e horas extras.

Para escapar do recolhimento obrigatório do INSS, as partes estipularam que as verbas pagas eram de natureza indenizatória, não obstante o pleito ter sido feito com base em verbas de natureza salarial.

O Antagonista decifra a malandragem: “o deputado do PSOL David Miranda e o advogado americano Glenn Greenwald não só empregaram um caseiro sem carteira, como ainda conseguiram driblar o INSS na hora de fazer o trato com a família. Tudo dentro da legalidade, embora a maioria dos juízes se recuse a chancelar esse tipo de acordo.”

“Ao especificar que o valor do acordo é 100% indenizatório, deixa-se de recolher a contribuição previdenciária.”

Até nas pequenas atitudes, o casal dá um jeito de burlar a lei.

Jornal da Cidade Online

COMPARTILHA