Entidade militar divulga nota em defesa de Daniel Silveira

COMPARTILHE A NOTÍCIA EM SUAS REDES SOCIAIS

Esquerdistas ficam indignados!

O Clube Militar, uma das entidades de maior prestígio no meio militar, divulgou uma nota com uma série questionamentos ao Supremo Tribunal Federal. O documento, em tom de defesa do deputado Daniel Silveira, afirma que os brasileiros tem “saudades” do Regime Militar.

“Por que os ilustres Ministros do STF pensam que apoiar o Regime Militar que foi instaurado a partir de 1964 é crime quando uma grande parcela da população tem saudades daquela época? A Democracia que temos hoje no Brasil começou em 1964” — diz a nota.

Em seu trecho final, o documento questiona expressamente se Daniel Silveira teria sido preso apenas por ser apoiador do presidente da República.

“Finalmente, para não citar outras dezenas de exemplos, o crime propalado pelo STF e seus aliados de esquerda é referente a ameaças verbais, ou, na realidade, é por ser o acusado apoiador daquele que foi eleito pelo povo para governar o Brasil?” — destaca.

A manifestação do Clube Militar, assinado pelo presidente da instituição, o general da reserva Eduardo José Barbosa, causou uma alvoroço entre os esquerdistas, que demonstraram grande indignação.

Veja algumas declarações

“Viúvas da ditadura se arvoram contra o STF apoiando deputado bolsonarista que fez apologia à ditadura. Em nome da democracia, o Clube Militar tem q ficar onde está, na reserva e fora da vida pública. É hora de compromisso com o desenvolvimento e os verdadeiros interesses do país” — escreveu Gleisi Hoffmann, presidente nacional do PT.

“A nota do Clube Militar revela a sua partidarização, a ausência de uma visão democrática e a total adesão ao projeto genocida do atual presidente” — declarou Paulo Teixeira, secretário-geral do PT.

“A nota do Clube Militar é um desrespeito ao Brasil. Em +uma ode à ditadura, mente, distorce e investe na cisão do país. Carrega cheiro de porões e linguajar dos truculentos. O Clube Militar prefere o minúsculo e violento deputado Silveira à Camara, ao STF e à Constituição” — disse Maria do Rosário.

portalcidade.news

Ajude-me a manter o site no ar. Faça uma doação de qualquer valor.

COMPARTILHE A NOTÍCIA EM SUAS REDES SOCIAIS

‘É quase uma Ford por semana’ a falência de restaurantes em SP

Vídeo revela o derrame de dinheiro do STF