FÁTIMA E GLOBO perdem mais uma, desta vez por ter divulgado versão de advogada negra, sem ouvir juíza

Quem é patriota compartilha!

Mais uma derrota da Rede Globo.

Desta feita, por enquanto, não há condenação pecuniária, mas o efeito moral será avassalador.

Durante uma audiência no 3º Juizado Especial Cível de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, no Rio de Janeiro, a advogada negra Valéria Lúcia dos Santos teve uma discussão com a juíza leiga Ethel Tavares de Vasconcelos.

Durante a discussão, a juíza solicitou que Valéria deixasse a sala de audiências, mas esta afirmou que só sairia na presença de um representante da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Na confusão, Ethel chamou a Polícia Militar.

O desfecho do caso acabou com a advogada sendo algemada.

Fátima Bernardes usou o episódio em seu programa, mostrando somente a versão da advogada e expondo a juíza a uma situação constrangedora, como se fosse ela uma grande vilã, dando ao caso a conotação de racismo.

Por determinação da Justiça, a Globo está obrigada a conceder a juíza o direito de resposta proporcional ao mesmo espaço e tempo que fora concedido à advogada Valéria Lúcia dos Santos no dia 14 de setembro de 2018.

É mais um vexame, para uma emissora parcial que na realidade usou o episódio na época para tentar atingir o então candidato a presidente da República Jair Bolsonaro.

Otto Dantas


NOSSO GRUPO NO WHATSAPP! Entre aqui!

Participe dos debates nos grupos!

Quem é patriota compartilha!