Filósofa petista a favor do assalto sai do Brasil após um assalto

VAMOS COMPARTILHAR!

Marcia Tiburi, a filósofa que foi candidata petista ao Governo do Estado do Rio de Janeiro nas eleições de 2018 e que defende, entre outras obscenidades, a “lógica do assalto”, está de mudança para Paris.

Estranhamente, entre as alegações para a repentina “fuga”, ela descreve a invasão de sua casa no final do ano passado e supostas ameaças de morte. As informações foram concedidas pela própria Marcia Tiburi à coluna de Mônica Bergamo, da Folha de São Paulo.

Em seu Twitter, Marcia afirmou:

“Eu não podia ir mais na farmácia, no supermercado. Um dia eu caí na besteira de entrar no metrô em São Paulo. Fui atacada por um cara que gritava comigo: ‘eu tenho orgulho de ser fascista! Eu tenho orgulho de ser fascista’. Foi muito assustador”, relatou.

Sobre a hipocrisia da “filósofa” que defende assaltos e, quando é a vítima, corre para mudar-se para um país estrangeiro de primeiro mundo, Caio Coppolla, comentarista da Jovem Pan, fez uma ótima análise no programa Morning Show desta terça-feira (12).

Veja o vídeo:

Relembre a entrevista de Marcia Tiburi em que ela explica sua defesa na “lógica do assalto”:

Jornal da Cidade Online

VAMOS COMPARTILHAR!