Fim de linha para Glenn? Hacker fecha acordo e irá entregar conversas

COMPARTILHA

As investigações realizadas pela Polícia Federal no caso envolvendo as supostas mensagens atribuídas ao ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, e demais 80 autoridades, vazadas pelo The Intercept, começam a ganhar níveis ainda mais importantes.

As linhas de investigações pretendem chegar a quem financiava e planejava as invasões.

Luiz Henrique Molição, um dos hackers envolvidos no crime cibernético, entrou em acordo com a PF para indicar três nomes de pessoas envolvidas no ataque, entregando seu celular usado nos vazamentos – que estava, até então, escondido na casa de sua mãe em São Paulo -, bem como apresentar conversas privadas armazenadas em servidores fora do país.

Jornal da Cidade Online

COMPARTILHA