Folha manipula pesquisa para dar cobertura ao STF na soltura de Lula, denuncia Modesto Carvalhosa (Veja o Vídeo)

COMPARTILHA

A Folha ataca o juiz Sérgio Moro e a Operação Lava Jato para que o Supremo Tribunal Federal (STF) se sinta encorajado a soltar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O jornal acusa um suposto ‘conluio’ entre o ex-juiz e os procuradores, quando na verdade o conluio criminoso existe entre a Folha e o meliante Lula.

Veja abaixo o texto do jurista Modesto Carvalhosa e, na sequência, o vídeo do jornalista José Nêumanne Pinto.

“O editorial da Folha “Não é o Povo” desta segunda-feira (8) comprova que José Nêumanne e nós temos razão na denúncia.

A estratégia manipuladora da Folha de usar da pesquisa Datafolha para dar cobertura às atitudes do Supremo Tribunal Federal está clara e impressa. O editorial ousa dar a Moro e aos promotores o caráter de “criminosos”, chamando-os de “cúmplices” um do outro, dizendo que não interessa o que o povo pensa, mas sim, o que o Supremo vai decidir.

Veja a que ponto chegou o editorial: “Novos diálogos revelados reforçam a impressão de cumplicidade entre o ex-juiz e os acusadores, mas ao Supremo restará traçar a linha entre o aceitável e o suficiente para anular o julgamento.”

É a carta-branca dada ao Supremo para anular o julgamento do Lula e demais corruptos.

Nêumanne utiliza-se do canal do Youtube para destrinchar os dados sub-reptícios do Datafolha. Quanto a nós, esclarecemos que, na verdade, estão preparando o terreno para a votação que acontecerá no Supremo Tribunal Federal em agosto! E lembramos que existem ministros que declararam antecipadamente seus votos, o que os torna impossibilitados de participar da votação.

Além disso, a autenticidade dos vazamentos sequer foi colocada em questão pelos veículos de massa, em atitude de conluio com aqueles que se alinham com a Central Única da Corrupção, que usa a bandeira do “quanto pior, melhor”.

A verdade é que a cleptocracia ainda se esconde atrás dos partidos políticos hegemônicos que ainda acham que têm o país no cabresto. Se esquecem que o “Partido Brasil”, ou seja, o Povo Brasileiro, a Cidadania é muito maior do que esse movimento colonizador, contrário à retomada do crescimento.

Precisamos ficar atentos e mobilizados.

A pressão para que finalmente a Reforma da Previdência aconteça deve ser a nossa prioridade neste momento importante, neste momento de virada para o Brasil.”

Veja o vídeo:

Jornal da Cidade Online

COMPARTILHA