Gilmar suspende investigação do caso Queiroz

É PRA COMPARTILHAR!

Na noite desta segunda-feira (30), o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, atendeu a um pedido da defesa do senador Flávio Bolsonaro e determinou a suspensão das investigações sobre o parlamentar no Rio de Janeiro.

A ação, uma reclamação apresentada ao Supremo no início de setembro, sustenta que mesmo diante da decisão do ministro Dias Toffoli, as investigações sobre Flávio prosseguiram.

Em julho, Toffoli determinou a suspensão de todos os processos e investigações nos quais houve compartilhamento de dados sem autorização judicial de órgãos de inteligência, como o Coaf.

Na decisão de hoje, exarada por Gilmar Mendes, ficou assegurada a suspensão das investigações pelo Ministério Público do Rio, assim como de eventuais recursos relacionados ao caso em trâmite na segunda instância.

Gilmar Mendes também determinou que o Conselho Nacional do Ministério Público apure se houve irregularidade no compartilhamento de dados entre o Coaf e o MP.

A decisão do ministro atende ao pedido do advogado Frederick Wassef, defensor de Flávio Bolsonaro.

Wassef se reuniu no último sábado (28) com o presidente Jair Bolsonaro no Palácio do Alvorada.

A determinação de Gilmar beneficia apenas o senador do PSL.

Conexão Política

É PRA COMPARTILHAR!