Google remove canal bolsonarista Terça Livre do YouTube

Compartilhar

O canal já havia sido suspenso em fevereiro. Na época, Allan dos Santos, fundador da página, conseguiu mantê-la ativa por meio de liminar

O Google removeu o canal bolsonarista Terça Livre do YouTube na noite desta quinta-feira (15/7), após decisão da Justiça. O parecer, da juíza Ana Carolina de Almeida, da 8ª Vara Cível da Comarca de São Paulo, julgou improcedente a reativação do canal, o que deu direito à remoção pela companhia.

“Com a perda dos efeitos da decisão liminar que estava em vigor, os canais serão removidos novamente, de acordo com os termos de serviço e as diretrizes de comunidade do YouTube”, afirmou a empresa em nota, pouco antes de derrubar a página.

O canal já havia sido suspenso em fevereiro, mas o influenciador Allan dos Santos, fundador do Terça Livre e investigado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) por atos antidemocráticos, conseguiu manter a página por meio de liminar.

Pelo site, o Terça Livre afirmou que os advogados irão recorrer da decisão. Em live nesta quinta, o influenciador bolsonarista falou sobre a possibilidade de encerramento do canal e pediu apoio dos leitores do site.
metropoles

Compartilhar

Bolsonaro telefona para Arthur Lira e acena com licença da Presidência

Ministério da Justiça faz megaoperação de combate à violência contra crianças e adolescentes em 1.047 cidades do país

Ajude a manter o site no ar. Faça uma doação de qualquer valor.


Compartilhe nos grupos do Facebook e nas suas redes.