Impeachment de Gilmar protocolado por Carvalhosa tem 32 casos de quebra de decoro

Quem é patriota compartilha!

O célebre jurista Modesto Carvalhosa, entrou com pedido de impeachment contra o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, nesta quinta-feira (14), no Senado Federal.

Após a entrega, o jurista se reuniu com os senadores Lasier Martins (Podemos-RS) e Álvaro Dias (Podemos-PR) e com o deputado Luiz Flávio Gomes (PSB-SP) e demais apoiadores do impeachment do ministro. O jurista afirmou, dentre outras declarações, que:

“[…] O impeachment de Gilmar Mendes é uma necessidade de redenção da honra do povo brasileiro. […] Está claro que a sociedade, por unanimidade, não admite a presença dessa figura no Supremo. Ele é o inimigo público número um do Brasil. Mancha profundamente as instituições brasileiras”.

No pedido, também assinado pelo desembargador paulista Laercio Laurelli e pelo advogado Luís Carlos Crema, Carvalhosa sustenta que há 32 casos de quebra de responsabilidade e de decoro por Gilmar Mendes, que configura crime de responsabilidade.

Dentre os escândalos que envolvem Gilmar Mendes, Modesto Carvalhosa acusa-o de julgar processos da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), por proximidade, uma vez que a CBF doou R$ 50 mil para a campanha de seu irmão. Sem-vergonhice pura.

Veja alguns trechos da reunião do jurista com os parlamentares e outros apoiadores:

Jornal da cidade online


NOSSO GRUPO NO WHATSAPP! Entre aqui!

Participe dos debates nos grupos!

Quem é patriota compartilha!