IMPERDÍVEL: “chilique” da jornalista da Folha que destila o “ódio” ganha reação do povo

Compartilhe!

A jornalista e colunista da Folha de S.Paulo Mariliz Pereira Jorge resolveu destilar todo o seu “ódio” nas redes sociais.

Inconformada com as notícias de sucesso das manifestações a favor do presidente Jair Bolsonaro, a jornalista deu chiliques:

Continua após a publicidade

“Não há diálogo com o bolsonarismo. O bolsonarismo é uma seita antidemocrática. É algo que precisa ser varrido. Quem endossa ou minimiza o bolsonarismo é da mesma laia”, escreveu ela.

Confira:

Na mesma rede social, o povo se reuniu e inundou de comentários na publicação de Mariliz.

Confira alguns:

“Até 2026 vocês vão ter que engolir. A maioria ainda manda na democracia e os votos vão mostrar”., escreveu um.

“Antidemocrático é aquela pessoa que deseja ‘varrer’ quem pensa de forma diferente”, apontou outro.

“A mesma que fala que não há diálogo é a que fala que deve ser varrido… Como essa pessoa conseguiu ser jornalista com esse tino para o diálogo?”, questionou outro.

“Comunista é assim… não aceita quem pensa diferente e vem pagar de democrática”, comentou mais um.

JCO

Compartilhe!

Argentinos à beira do colapso com recorde de casos de covid

Revoltado, Alexandre Garcia escancara hipocrisia de Renan Calheiros

Continua após a publicidade

Comentários


Ajude a manter o site no ar. Faça uma doação de qualquer valor.


Compartilhe nos grupos do Facebook e nas suas redes.