Jefferson denuncia: STF, Doria e FHC são esquerdistas e satanistas

Presidente do PTB afirma que críticas de adversários do presidente Jair Bolsonaro ocorreram para criar um movimento de oposição dentro da própria Direita
roberto jefferson – redes sociais – stf

Roberto Jefferson está fora das redes sociais por causa de decisão do STF | Foto: REPRODUÇÃO

O presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, afirmou nesta quinta-feira, 30, que os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e os tucanos Fernando Henrique Cardoso, ex-presidente da República, e João Doria, governador de São Paulo, são esquerdistas e “satanistas” que se posicionam atrelados a ideias globalistas que negam a cultura judaico cristã.

As críticas de Jefferson a ministros do STF e aos tucanos foram feitas a Oeste após as decisões da Suprema Corte que envolvem diretamente o presidente do PTB no inquérito das fake news e em meio ao embate político provocado por Doria para capitanear parte da Direita e do Centro nas eleições 2022.

Sobre os ministros do STF, Jefferson avalia que recentes decisões, como o inquérito das fake news, a suspensão do impeachment de Wilson Witzel, governador do Rio de Janeiro, e a derrubada de contas em redes sociais, decorrem do vácuo de poder ocupado pelo Judiciário. “O poder Executivo e o poder Legislativo foram duramente atingidos pela Lava Jato. Não há vácuo de poder. Havia um ativismo enlouquecido contra o Executivo e o Legislativo e, nesse vácuo de poder, cresceu o Judiciário”, destaca. Para Jefferson, contudo, as recentes decisões dos magistrados demonstram algo além.
Esquerda radical

O petebista associa recentes decisões a uma postura política de esquerda dos ministros. “Eles cresceram para cima do presidente [Jair] Messias Bolsonaro porque são todos homens de esquerda, e esquerda radical. Muitos fazem parte desse grupo globalista que nega a nossa cultura judaico cristã. Tem, aí, um poderoso componente religioso do satanismo que ministros do Supremo encarnam e representam nas posições que estão”, sustenta.

A crítica se estende a FHC. “É um homem de esquerda. Disfarça, mas ele é satanista. Sempre foi. Ele é [socialista] fabiano [movimento político-social britânico nascido no fim do século XIX]. É o pior que tem, porque é o hipócrita. Ele tem a capa verde, mas é igual melancia. Verdinha, verdinha, mas, por dentro, é vermelho, é comunista. E você se deixa iludir pelas belas palavras, pela cultura”, acusa. “Parece um homem de classe média cristã. E ele não é. É satanista, advoga as teses do aborto, de liberação de drogas”, acrescenta.
Desconfiança

O governador de São Paulo é outro de quem Jefferson guarda uma profunda desconfiança. Há tempos que o petebista denuncia um movimento político movido por PSDB e DEM contra o governo. “Fingem honestidade e honestidade não têm. Fingem liberalismo e liberais não são. Fingem conservadorismo e conservadores não são”, diz.

O retrato do PSDB é o Doria, emenda Jefferson. “Ele é família, é conservador, é patriota, representa a China, vende as empresas brasileiras na Bacia das Almas para os chineses. A cara do PSDB, é o Doria, vindo lá do abismo, lá de baixo, é satanista. Defendendo essa vacina chinesa que nos adoeceu”, destaca.

Revista Oeste

OS 11 FAMOSOS! Hashtag #STFVergonhaMundial está entre os assuntos mais comentados na Web

Supremo rasga a Constituição que deveria defender e o Brasileiro deixa…