Juiz que impetrou HC para não ser preso na “Anaconda”, rejeita nova denúncia contra Lula e Frei Chico

É PRA COMPARTILHAR!

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e os seus advogados, notadamente o abobalhado Zanin, segundo noticiado, estavam na torcida para que a nova denúncia formulada contra o ex-presidente e seu irmão Frei Chico, caísse nas mãos no juiz Ali Mazloum. Deram sorte, caiu.

E na noite desta segunda-feira (16), o magistrado titular da 7ª Vara Federal Criminal em São Paulo rejeitou a denúncia oferecida pelo Ministério Público Federal, não obstante a farta documentação acostada demonstrando uma vida de propina vivida pelo infame “Metralha” nas planilhas da Odebrecht.

Mazloum considerou a denúncia inepta.

“A denúncia é inepta. Não seria preciso ter aguçado senso de justiça, bastando de um pouco de bom senso para perceber que a acusação está lastreada em interpretações e um amontoado de suposições”.

Esse mesmo juiz, em 2004, enquadrado pela Operação Anaconda, viu-se obrigado a pedir um habeas corpus no Supremo Tribunal Federal (STF) para evitar ser preso, ao lado do irmão, também juiz, ambos sob acusação de integrarem a quadrilha de magistrados que vendiam sentenças em São Paulo.

Mais tarde, Mazloum foi excluído da ação penal por formação de quadrilha e reconduzido a 7ª Vara da Justiça Federal, por decisão da 2ª turma do STF.

Vale lembrar ainda, que esse mesmo juiz, até o ano passado, trabalhava no STF, na condição de juiz instrutor do Ministro Gilmar Mendes.

Parece que tudo faz sentido…

Jornal da Cidade Online

É PRA COMPARTILHAR!