Justiça manda Dallagnol paguar R$ 40 mil a Renan Calheiros

Compartilhar

Senador alegou que Dallagnol foi às redes sociais para atacá-lo e tentar interferir na eleição da presidência do Senado.

A Justiça de Alagoas determinou que o procurador da República e ex-coordenador da Lava Jato Deltan Dallagnol pague R$ 40 mil por danos morais ao senador Renan Calheiros (MDB-AL). As informações são da colunista Mônica Bergamo, do jornal Folha de S.Paulo.

O senador alega que Dallagnol foi às redes sociais para atacá-lo e tentar interferir na eleição para a presidência do Senado em 2019 — que acabou vencida por Davi Alcolumbre (DEM-AP). No processo, Renan diz que o ex- coordenador da Lava Jato publicava conteúdo em seu perfil no Twitter “em desfavor da referida candidatura”, atuando como “militante político e buscando descredibilização de sua imagem”.

Além dissso, aponta que “a militância pessoal do réu teria surtido os efeitos pretendidos”. A ação destaca também que após Renan ter retirado a sua candidatura, Dallagnol comemorou o fato nas redes sociais “quase como uma vitória pessoal”. O senador comenta que sofreu danos à honra e à imagem perante o seu eleitorado.

Compartilhar

URGENTE: Moraes manda PF tomar depoimento de Bolsonaro em 30 dias

Como pode isso? China gastou milhões com testes para Covid-19 meses antes de comunicar oficialmente surto

Ajude a manter o site no ar. Faça uma doação de qualquer valor.


Compartilhe nos grupos do Facebook e nas suas redes.