Mais uma falcatrua do PT: dinheiro público bancou o infame movimento Lula Livre

É PRA COMPARTILHAR!

Desde o mensalão, passando pelo petrolão, entre outras farras e orgias protagonizadas pelo Partido dos Trabalhadores, inúmeros petistas foram presos, culminando com a condenação e consequente prisão de seu maior líder, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Por enquanto, para efeito de mudança de atitude, parece claro que tudo isso de nada adiantou.

O que se observa é que o PT, basta ter oportunidade, continua se chafurdando no dinheiro público.

Nesta quinta-feira (11) uma reportagem da revista IstoÉ demonstra justamente esta faceta desta irremediável organização criminosa.

O próprio movimento Lula Livre, levado a efeito no sentido de pedir a soltura de Lula, sob a alegação de que ele era inocente, foi bancado por dinheiro oriundo dos cofres públicos. É o cúmulo da picaretagem e da safadeza.

A reportagem da IstoÉ demonstra que o PT usou dinheiro do Fundo Partidário — ou seja, público — na compra de passagens aéreas, diárias de hotéis e alimentação para os petistas irem a Curitiba pedir a soltura do ex-presidente, no pagamento de locação de veículos, no aluguel de salas para reuniões e, até mesmo, no custeio do trabalho de seguranças privados em atos registrados em favor do “Lula Livre”. Em especial, no acampamento erguido próximo à sede da PF de Curitiba.

Toda essa orgia é comprovada com farta prova documental.

Efetivamente, os petistas são incorrigíveis.

Jornal da Cidade Online

É PRA COMPARTILHAR!