Mentira! Secom acaba com falácia da esquerda e explica os “mil dólares do auxílio”

A esquerda não cansa de propagar mentiras…

Pura indecência.

Mais um “festival de falácias”. Querem taxar o discurso do presidente como falso.

Continua depois da publicidade

Pois bem, como sempre acontece, novamente as mentiras esquerdopatas foram desmontadas.

A Secretaria de Comunicação da Presidência (Secom) fez questão de explicar a fala de Bolsonaro sobre as parcelas do auxílio emergencial totalizarem cerca de mil dólares.

“Nosso governo, de forma arrojada, implementou várias medidas econômicas que evitaram o mal maior. Concedeu o auxílio emergencial em parcelas que somam aproximadamente mil dólares para 65 milhões de pessoas. O maior programa de assistência aos mais pobres no Brasil e talvez um dos maiores do mundo”, disse o presidente durante seu discurso na ONU.

Com enorme precisão, a Secom explicou que na primeira fase do programa, foram disponibilizadas cinco parcelas de R$ 600 para os beneficiários. Já para mães solteiras ou mulheres chefes de família, o valor dobra, chegando a R$ 1.200 e de acordo com os cálculos do governo, o valor médio do auxílio emergencial ficou em R$ 3.782. Com base no valor do dólar no dia 3 de abril, quando a lei que estabeleceu o benefício foi sancionada, o número representa 715 dólares (cerca de R$ 5,29).

Já na segunda fase, serão quatro parcela de R$ 300 (R$ 600 para mães solteiras), o que dá uma média de R$ 1.285. Usando a mesma cotação do dólar da primeira fase do programa, o valor fecha em 243 dólares.

A Secom então informou que os valores somados chegam a 958 dólares, próximo ao número dito pelo presidente Jair Bolsonaro.

Confira:

JCO

COMPARTILHE A NOTÍCIA EM SUAS REDES SOCIAIS

Em quem confiar com tantos traíras camuflados? O teatro macabro de corrupção…

PERIGO? Médico que vai operar Bolsonaro já o chamou de “louco” e “risco à nação”

Selecionados para você!