Moraes para Bolsonaro: “populismo absolutamente fascista”

COMPARTILHE A NOTÍCIA EM SUAS REDES SOCIAIS

Na manhã desta Segunda-Feira, 22 de Fevereiro, o Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) fez uma declaração referente à liberdade das pessoas na Internet e gerou repercussão nas redes sociais.

As declarações foram dadas durante uma palestra na Fundação Getúlio Vargas (FGV), intitulada “Eleições 2022 e Desinformação no Brasil – Riscos e desafios para o processo eleitoral brasileiro no ambiente digital”.

Segundo o Ministro, as “milícias digitais” foram combatidas no inquérito das fake news, e tais milícias visam atacar três pilares da democracia: eleições livres, liberdade de imprensa e independência do Judiciário.

Disse ainda que esses grupos tentam colocar em dúvida o sistema político e manipular a opinião pública com o intuito de corroer a democracia.

Para ele, surge “a necessidade de um salvador da pátria” neste momento, e que há um retorno de um “populismo absolutamente fascista”:

“Esse mecanismo vem sendo repetido já há algum tempo em países da Europa, nos Estados Unidos e vem sendo repetido no Brasil com retorno de um populismo absolutamente fascista, discriminatório e com forte discurso de ódio”, afirmou.

Alexandre de Moraes afirmou também que é necessário que o Congresso Nacional aprove uma legislação de combate às fake news que crie mecanismos de responsabilização das empresas que administram as redes sociais.

Só assim, segundo ele, as redes sociais deixarão de ser “terra de ninguém”:

“As plataforma digitais hoje são legalmente classificadas como empresas de tecnologia e ao serem classificadas desta forma simplesmente lavam as mãos sobre a terra de ninguém que elas proporcionam, sendo que hoje essas pseudo empresas de tecnologia são as mais poderosas e fortes empresas de mídia do mercado mundial, as que mais ganham com publicidade”, disse o também ministro do TSE.

Gazeta Brasil

Ajude-me a manter o site no ar. Faça uma doação de qualquer valor.

COMPARTILHE A NOTÍCIA EM SUAS REDES SOCIAIS

Casagrande do pó ataca Ana Paula e toma resposta fulminante: “Olhe para a sua vida!”

“O alvo é o presidente. Não é com prisões que alcançarão o respeito do povo”