Moro registrou nos autos contatos por telefone com MPF

É PRA COMPARTILHAR!

Toda a ‘descoberta’ que o The Intercept, aliado a outros canais de mídia, anunciou, na realidade não passa de uma informação não investigada jornalisticamente falando, ao que parece.

Muito embora as mais recentes matérias de Greenwald, para a Veja, acusam Moro de ter mantido conversas fora dos autos com Deltan Dallagnol, o coordenador da força-tarefa da Lava Jato.

Acontece que, conforme informa O Antagonista, os autos registram todos os contatos de Moro com membros do MPF, inclusive com os pedidos e cobranças.

Segundo trouxe O Antagonista, a Veja afirma que “Em 2 de fevereiro de 2016, por exemplo, o juiz escreve a ele: ‘A odebrecht peticionou com aquela questao. Vou abrir prazo de tres dias para vcs se manifestarem’. Dalla­gnol agradece o aviso. Moro se refere ao questionamento da Odebrecht à Justiça da Suíça a respeito do compartilhamento de dados, incluindo extratos bancários, da empresa naquele país. Grosso modo, a empreiteira tentou impedir que o Ministério Público suíço enviasse dados à força-tarefa. Preocupado com a história, Moro pede notícias a Dalla­gnol no dia 3. ‘Quando será a manifestação do mpf?’, pergunta”

Segue abaixo o print retirado da consulta ao sistema eletrônico da Justiça Federal do Paraná. O conteúdo traz o despacho de Moro, datado do mesmo dia 2.

Ou seja, além de nada novo, nada ilegal, e nada comprometedor.

O Antagonista.

É PRA COMPARTILHAR!