Moro vai ao Twitter e diz que jornalista d’O Globo também foi hackeado por “grupo criminoso”

VAMOS COMPARTILHAR!

Compartilhando uma reportagem do jornal O Globo, Moro diz que “além de juízes e procuradores, jornalistas também tiveram celulares hackeados pelo mesmo grupo criminoso”, buscando apoio no mesmo grupo de comunicação que divulgava informações vazadas pela Lava Jato.

A reportagem divulgada por Moro informa que o jornalista Gabriel Mascarenhas, d’O Globo, teve sua conta no aplicativo de troca de mensagens Telegram invadida por um hacker no dia 11 de maio.

Segundo a reportagem, após a invasão, o hacker, se passando pelo jornalista, enviou mensagens intimidadoras ao procurador regional da República Danilo Pinheiro Dias.

O invasor dizia que precisava falar com Deltan Dallagnol, da Lava-Jato em Curitiba, pois tinha informações de que a operação estaria em risco.
Afirmava que fora procurado por uma terceira pessoa, que teria invadido perfis de outros investigadores e lhe passado materiais sigilosos que comprometeriam a investigação.

O jornal, no entanto, não diz que a invasão foi feita pelo mesmo grupo que vazou as conversas de Moro com investigadores da Lava Jato.

Revista Fórum


NOSSO GRUPO NO WHATSAPP! Entre aqui!

Participe dos debates nos grupos!

VAMOS COMPARTILHAR!