Moro vai ao Twitter e diz que jornalista d’O Globo também foi hackeado por “grupo criminoso”

É PRA COMPARTILHAR!

Compartilhando uma reportagem do jornal O Globo, Moro diz que “além de juízes e procuradores, jornalistas também tiveram celulares hackeados pelo mesmo grupo criminoso”, buscando apoio no mesmo grupo de comunicação que divulgava informações vazadas pela Lava Jato.

A reportagem divulgada por Moro informa que o jornalista Gabriel Mascarenhas, d’O Globo, teve sua conta no aplicativo de troca de mensagens Telegram invadida por um hacker no dia 11 de maio.

Segundo a reportagem, após a invasão, o hacker, se passando pelo jornalista, enviou mensagens intimidadoras ao procurador regional da República Danilo Pinheiro Dias.

O invasor dizia que precisava falar com Deltan Dallagnol, da Lava-Jato em Curitiba, pois tinha informações de que a operação estaria em risco.
Afirmava que fora procurado por uma terceira pessoa, que teria invadido perfis de outros investigadores e lhe passado materiais sigilosos que comprometeriam a investigação.

O jornal, no entanto, não diz que a invasão foi feita pelo mesmo grupo que vazou as conversas de Moro com investigadores da Lava Jato.

Revista Fórum

É PRA COMPARTILHAR!