Juíza aceita ação! Mulher processa Bolsonaro: “Não recebi 1000 Dólares”

O despacho da juíza Angelina de Siqueira Costa, da 1ª Vara Federal do Rio de Janeiro, em que faz ré a União por afirmação de Jair Bolsonaro em que diz que foram pagos US$ 1.000 a 65 milhões de cidadãos.

A juíza federal Angelina de Siqueira Costa, da 1ª Vara Federal do Rio de Janeiro, aceitou a ação de A. C., de 61 anos, beneficiária do auxílio emergencial, contra a União Federal, por conta de afirmações do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na sessão de abertura da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), na última terça-feira (22), em relação ao benefício.

Em sua fala no evento, que durou 14 minutos, o chefe do Executivo elevou o valor total do auxílio para US$ 1.000 por pessoa. “Nosso governo, de forma arrojada, implementou várias medidas econômicas que evitaram o mal maior: concedeu auxílio emergencial em parcelas que somam aproximadamente US$ 1.000 para 65 milhões de pessoas, o maior programa de assistência aos mais pobres no Brasil e talvez um dos maiores do mundo”, disse.

Continua depois da publicidade

Paulistana baseada na capital fluminense, A. C. é web designer autônoma e, desde outubro de 2019, mora de favor, “um pouco em cada lugar”, se revezando em casas de parentes. A crise da Covid-19 foi a gota d’água para que sua situação financeira, agravada pela morte do pai no ano passado, piorasse de vez. Na ação contra a União, ela pede reparação pela diferença do valor que já recebeu, quatro parcelas de R$ 600 até então, em contraste com o anunciado pelo presidente, que seria o equivalente a cerca de R$ 5.500. A. C. pede ainda danos morais referentes ao dobro dessa diferença. Tudo resultaria em R$ 9.420. A informação é de uma das advogadas de acusação, Leila Loureiro.

“Eu quero receber o que o presidente falou que recebemos. Me senti ferida com a declaração dele. Quero que pague o que disse que pagou, e também quero a reparação financeira por essa mentira. Espero ainda que outros beneficiários façam a mesma coisa que fiz e sejam igualmente indenizados”, disse A. C. à reportagem.

G1

COMPARTILHE E COMENTE ABAIXO

ALTA! Capitão vai pra casa, segue o baile na segunda-feira!

INACREDITÁVEL! Processando Bolsonaro: “Eu quero receber o que o presidente falou, 1000 Dólares”

Comente!

Selecionados para você!