Musa dos anos 90 pede dinheiro na internet após revelar drama pessoal

Compartilhar

Cristina Mortágua, musa dos anos 1990, usou uma rede social para pedir ajuda financeira. A modelo e apresentadora, que tem um filho com o ex-jogador Edmundo, incluiu dados pessoais bancários na biografia de seu Instagram. “Ficarei muito feliz se puder contar com a ajuda de vocês para que essa fase passe o mais breve”, escreveu ela.

Em recente entrevista ao R7, Cristina contou que vem sobrevivendo graças às doações de pessoas desconhecidas e à venda de objetos pessoais.

“Passei do dia 28 de dezembro de 2020 até o dia 16 de janeiro de 2021 comendo só arroz puro. Mais nada”, recordou. “Vendi roupas que tinha e todas as minhas bolsas de grife. Só sobrou uma Chanel que eu coloquei em um aplicativo de vendas e no meu Instagram. Vendi uma por R$ 24 mil no começo da pandemia. Foi o que ‘salvou a minha lavoura’. Só que a fonte secou”, relatou a modelo, que, após ser despejada, vive em um apartamento que pertence à mãe. “E é ela quem paga o meu condomínio”, acrescentou.

Com contas acumuladas, Cristina confessou certo desespero, mas disse que não perdeu a fé nem a esperança de dias melhores. “Fiquei com muita vergonha […] Assumo que eu estou quebrada, vou me aceitar assim e irei pedir ajuda”, desabafou a modelo.

Durante a entrevista, Cristina descreveu ainda como era a relação dela com o dinheiro antes da crise. “Descobri um pouco tarde que eu tinha vício em compras.

Comprava roupas, porque eu era modelo e queria andar bem-vestida para poder receber os melhores cachês. Mimava meu filho [Alexandre, da união com o ex-jogador Edmundo] com tudo que ele podia imaginar. Tive bons funcionários, fui privilegiada… Mas perdi todos os meus luxos. Se eu estou passando por isso hoje, é porque precisava. Então, agora, quando me reconstruir — porque eu vou — eu vou saber economizar.”

terrabrasilnoticias

Compartilhar

Escândalo: Rodrigo Pacheco parece ser “laranja” de Alcolumbre

Moro vai ao Senado contra PEC dos Precatórios

Ajude a manter o site no ar. Faça uma doação de qualquer valor.


Compartilhe nos grupos do Facebook e nas suas redes.