Música de protesto de Caetano e Mercury, campeã de deslikes, desabilita “comentários” e impede protestos

É PRA COMPARTILHAR!

“Proibido o Carnaval”, de Daniela Mercury, com participação de Caetano Veloso, é uma música bobinha; o clipe é visualmente feio e a ideia de criar uma peça “de protesto” com algumas referências subliminares e imagens supostamente incluídas para “chocar”, é bem infantil e um pouco cafona.

Até aí, tudo bem.

A única coisa que realmente me chamou atenção na publicação feita no canal oficial da cantora no Youtube foi terem desabilitado os comentários.

Essas pessoas querem protestar contra uma “censura” que só elas enxergam, dizem promover a resistência pela “democracia” e valorizar a “diversidade”, politizam tudo (há uma mensagem de “solidariedade” a Jean Wyllys nos créditos finais): mas o que querem mesmo é o direito de falarem sozinhas, não suportam opiniões divergentes, têm PÂNICO do contraditório.

Então os “democratas” optam por não saber o que as pessoas têm a dizer.

Muito mais pela politização do que pela qualidade da obra, o clipe provavelmente baterá recordes de “deslikes”: se pudessem, Daniela e seus produtores tirariam também esse recurso da plataforma de vídeos.

Vídeo da música no YouTube já bate o marco de 300 mil deslikes.

Tudo por amor à democracia, evidentemente.

(Texto de Fábio Pegrucci).

Jornal da Cidade Online

É PRA COMPARTILHAR!