Na Globo, Jhordan Matheus a Bial: ‘O primeiro exemplo que temos de pessoas que venceram na vida é o traficante’.

COMPARTILHA

Jhordan Matheus a Bial: ‘O primeiro exemplo que temos de pessoas que venceram na vida é o traficante’.

Humorista foi o convidado do ‘Conversa com Bial’ ao lado de Yuri Marçal e revelou dilemas de quem nasceu na periferia e tenta vencer na vida.

O Conversa com Bial desta quarta-feira, 20/11, trouxe “O Gueto” para a cena através de Yuri Marçal e Jhordan Matheus. Os humoristas brincam com o que as pessoas não gostam de expor e mexem com o tabu e o politicamente correto para fazer rir e pensar. Os dois contaram sobre a vida, arte e a luta de vencer na carreira.

Nascido e criado na periferia do Rio de Janeiro, Yuri Marçal desembarcou na Zona Sul para zoar e inverter os sinais, fazendo com que a vida do negro deixasse de ser alvo de piada para virar fonte da graça. Jhordan, nascido em Salvador, descobriu na arte uma nova forma de ver a vida.

Aos 14 anos, o baiano estreou no cinema com o personagem “Boa Vida” no filme “Capitães da Areia”, baseado no livro clássico de Jorge Amado e dirigido por Cecília Amado, neta do escritor. Ele contou que o longa-metragem mudou sua vida e sobre a importância da população afrodescendente conquistar espaços na sociedade.

“Capitães me deu norte, ele me deu arte na minha vida, ele me deu direção porque a arte transformou a minha vida. Estava conversando com meus amigos, e quando a gente acorda, a primeira coisa que a gente vê na nossa quebrada, é o tráfico. Então, o primeiro exemplo que temos de pessoas que venceram na vida, é do traficante da nossa quebrada, entendeu? E quando a gente vê um preto desse, que lota teatro com duas mil pessoas, eu, preto e favelado, chegar até aqui, é muito importante. Mostra que é possível(…) Hoje estou aqui com meus parceiros, com meus amigos, realizando um sonho”.

Globo

COMPARTILHA