Mandetta em 2019 foi alertado sobre 27 riscos de incêndio no Hospital Federal de Bonsucesso, mas como não era a mãe dele internada no lixão, cagou e andou

COMPARTILHE A NOTÍCIA EM SUAS REDES SOCIAIS

Em agosto de 2019, o então ministro da Saúde na época, Luiz Henrique Mandetta, tinha sido informado de que o sistema de prevenção e combate ao fogo do Hospital Federal de Bonsucesso era precário. A informação é da CNN Brasil.

Na manhã desta terça-feira (27), o Hospital Federal de Bonsucesso foi alvo de um incêndio que teria iniciado em um depósito de fraldas no almoxarifado, que fica no subsolo do prédio 1.

Um relatório feito pelo Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do SUS (Proadi-SUS) chegou ao conhecimento doe Mandetta no dia 7 de agosto de 2019, de acordo com ofício protocolado na pasta para “para conhecimento e providências urgentes”.

Continua depois da publicidade

O relatório foi elaborado em abril de 2019 e apontou 27 riscos de incêndio no Bonsucesso. O texto foi usado pela Defensoria Pública da União para notificar a direção do Hospital.

Segundo o documento, essas avarias foram detectadas ao longo dos últimos dez anos, e agravados pelo início de uma obra de reforma contratada no ano de 2010. O documento aponta as seguintes falhas:

— “O sistema de prevenção e combate a incêndio é precário e não existe plano de prevenção e combate a incêndio aprovado pelo Corpo de Bombeiros ou licença.
— Não existe sistema de detecção de fumaça e sprinklers.
— Hidrantes estão em situação insatisfatória, alguns desativados, assim como as mangueiras.
— Não existem elevadores à prova de fogo.
— No sistema de ar-condicionado do prédio, o sistema elétrico é aparente e pode ocasionar acidentes.
— Transformador da subestação principal: registra superaquecimento 148,6°C, com alto risco de explosão, de morte para os operadores e inoperância total do sistema elétrico”.

Gazeta Brasil

COMPARTILHE A NOTÍCIA EM SUAS REDES SOCIAIS

Lula se foda e perde mais um dedo com STF retirando de pauta recurso contra condenação no caso triplex

DE NOVO, PORRA! Marco Aurélio manda soltar mais um filho da puta homicida, foragido há 19 anos, mas colegiado manda de volta pra cadeia