Omar Aziz defende impeachment de Bolsonaro

Compartilhar

Em entrevista ao UOL nesta segunda-feira (13), o presidente da CPI da Covid, Omar Aziz (PSD-AM), afirmou que votaria pelo impeachment de Jair Bolsonaro caso o processo fosse pautado no Senado Federal.

Em julho, Aziz disse ao portal que não defendia o impeachment de ninguém. O parlamentar afirmou que mudou de opinião devido à omissão do presidente da República na pandemia.

“Votaria sim [pelo impeachment], não só pelo que ele falou dos ministros do Supremo, mas principalmente na atuação dele na omissão da pandemia. Não chegamos agora a 600 mil mortes à toa”, disse o presidente da CPI da Covid.

Aziz também falou sobre as manifestações deste domingo (12) em favor do impeachment de Bolsonaro, convocadas pelo MBL e pelo Vem Pra Rua.

Ele disse que houve uma grande representatividade por parte de quem participou dos atos, mas acredita que presença de presidenciáveis “não foi boa”. “De um lado houve pessoas querendo o impeachment do presidente e, do outro, já pensando em candidaturas à presidente da República, e isso não é bom”, disse.

Participaram do ato na Avenida Paulista nomes como Ciro Gomes, João Doria, Luiz Henrique Mandetta, Alessandro Vieira, João Amoêdo e Simone Tebet.

O presidente da CPI também voltou a comentar o recuo de Bolsonaro das críticas ao STF. Aziz viu o ato com desconfiança e afirmou que o presidente “nunca fez autocritica”:

“O presidente nunca fez autocrítica em relação à imunização de rebanho, em relação à China. Foi fazer agora, depois de cinco meses que estamos falando. A natureza do presidente Bolsonaro é aquela carona que o escorpião pega, atravessa o rio e depois pica aquele que deu a carona”.

terrabrasilnoticias

Compartilhar

Assassina educada: Justiça autoriza Suzane Richthofen a cursar faculdade de farmácia em Taubaté, SP

Mulher de Caetano Veloso é chamada para planejar o fim da CPI

Ajude a manter o site no ar. Faça uma doação de qualquer valor.


Compartilhe nos grupos do Facebook e nas suas redes.