“Os responsáveis ​​pagarão o preço”, diz premiê do Líbano: Toneladas de nitrato de amônio causaram explosão, diz governo do Líbano

COMPARTILHE AGORA E COMENTE LOGO ABAIXO


O governo do Líbano confirmou que a gigantesca explosão, nesta terça-feira (4), foi causada por toneladas de nitrato de amônio armazenado na zona portuária de Beirute.

O Ministério da Saúde Libanês contabiliza mais de 70 mortos e cerca de 3,7 mil pessoas feridas após a explosão, como noticiou a RenovaMídia.

Este químico é normalmente utilizado em foguetes e explosivos, o que reforça a possível conexão do grupo terrorista Hezbollah com a tragédia de amplas proporções.

Continua depois da publicidade

Em um discurso televisionado, segundo o site Investing, o primeiro-ministro do Líbano, Hassan Diab, disse que os responsáveis ​​pelo “perigoso” armazém vão pagar o preço.

“Eu prometo a vocês que essa catástrofe não irá passar sem responsabilização. Os responsáveis ​​pagarão o preço.”

E acrescentou:

“Os fatos sobre esse armazém perigoso, que existe desde 2014, serão anunciados e eu não irei antecipar as investigações.”

COMPARTILHE AGORA E COMENTE LOGO ABAIXO

Barroso: Mundo está ‘olhando horrorizado’ para o Brasil

A TRETA! STF determina retirada da delação de Palocci de ação contra ex-presidente Lula