Pacheco estuda realizar sabatina de Mendonça no plenário

Compartilhar

Ex-advogado-geral da União espera vaga no STF.

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), considera fazer a sabatina do ex-advogado-geral da União André Mendonça no plenário da Casa. É o que informou nesta terça-feira, 23, reportagem do jornal O Globo.

Caso a iniciativa dê certo, Mendonça vai precisar de 41 votos, entre os 81 senadores.

A ideia de Pacheco é realizar a sessão antes do recesso, entre os dias 29 de novembro e 2 de dezembro. “Queremos cumprir todas as pendências relativas a indicações: embaixadas, agências, conselhos, tribunais superiores”, disse.

Hoje, estão pendentes de votação na Casa 18 indicações de autoridades para diversos órgãos, de autarquias a embaixadas e organismos internacionais. A indicação de Mendonça para o Supremo Tribunal Federal (STF) é uma delas.

Pacheco promete solução
Em julho deste ano, o presidente Jair Bolsonaro escolheu Mendonça para o STF. Contudo, desde então, o presidente da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania do Senado, Davi Alcolumbre, se nega a marcar a sabatina.

Conforme noticiou a Revista Oeste, Alcolumbre se distanciou do Palácio do Planalto, além de ter preferência pelo procurador-geral da República, Augusto Aras, para a vaga no STF.

No fim de outubro, Alcolumbre disse que só marcaria a sabatina de Mendonça quando houvesse “amadurecimento político” por parte dos senadores.

revistaoeste

Compartilhar

Ativismo político do Judiciário precisa ser contido

ASSISTA AO VIVO! Guedes: Se quisesse ganhar dinheiro com informações do governo, teria vindo antes

Ajude a manter o site no ar. Faça uma doação de qualquer valor.


Compartilhe nos grupos do Facebook e nas suas redes.