Cédula de R$ 200,00, em estúdio e na carteira. Sérgio Lima/Poder360 14.09.2020

Pandemia: emprego, renda e contas a pagar vai ao nível máximo

COMPARTILHE A NOTÍCIA EM SUAS REDES SOCIAIS

Pesquisa PoderData mostra que a 64% dos brasileiros têm alguma conta atrasada por causa da pandemia de covid-19 –a taxa era de 58% há 15 dias. Outros 35% quitaram as dívidas. Já a taxa daqueles que quitaram as contas foi de 39% para 35%.

Os dados foram coletados de 15 a 17 de fevereiro, por meio de ligações para celulares e telefones fixos. Foram 2.500 entrevistas em 456 municípios, nas 27 unidades da Federação. A margem de erro é de 2 pontos percentuais. Saiba mais sobre a metodologia lendo este texto.

A taxa daqueles que tiveram emprego ou renda prejudicados por causa da pandemia aumentou de 63% para 69%, alcançando o recorde registrado em maio de 2020 (69%). O número de não prejudicados permaneceu estável.

CENÁRIO
Os números levantados pelo PoderData, divisão de estudos estatísticos do Poder360, coincidem com a discussão sobre a retomada do auxílio emergencial, criado para mitigar os efeitos da pandemia da covid-19. A retirada do benefício, feita de forma definitiva em fevereiro pelo governo federal, pode influenciar a alta nos índices de inadimplência. De acordo com a Caixa Econômica Federal, foram pagos R$ 294 bilhões a 68 milhões de beneficiários. Na semana passada, o presidente Bolsonaro admitiu que o coronavoucher deverá voltar em março, pela última vez, com mais 3 ou 4 parcelas.

Os dados levantados também confluem com os estudos feitos pela CNC (Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo). Segundo o levantamento, o percentual de famílias endividadas no país chegou a 66,5% em janeiro de 2021, ficando acima das taxas de dezembro de 2020 (66,3%) e de janeiro daquele ano (65,3%). O dado é da Pesquisa Nacional de Endividamento e Inadimplência do Consumidor, divulgada nesta 5ª feira (18.fev.2021).

EFEITOS DA PANDEMIA
Os números são registrados no mesmo momento em que o país identificou uma nova cepa do novo coronavírus e aglomerações em meio ao Carnaval. Dados do Ministério da Saúde divulgados na noite de 6ª feira (19.fev.2021) indicam que o Brasil chegou, nos cálculos do governo, a 10.081.676 casos de covid-19 e 244.765 mortes provocadas pela doença.

O levantamento do PoderData foi feito de 15 a 17 de fevereiro de 2021. Ouviu 2.500 pessoas em 456 municípios das 27 unidades da Federação. A margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos.

De acordo com o levantamento, 68% dos brasileiros já tiveram ou conhecem alguém que teve covid. Esse é o recorde da série histórica feita pelo PoderData, iniciada em abril de 2020.

Poder 360

Ajude-me a manter o site no ar. Faça uma doação de qualquer valor.

COMPARTILHE A NOTÍCIA EM SUAS REDES SOCIAIS

Lira afirma que regras para prisões de deputados serão rediscutidas

Zé de Abreu voltará ao Brasil e avalia candidatura em 2022