PDT aciona STF para que Bolsonaro explique discurso sobre queimadas na ONU

O partido solicita que o presidente detalhe a fonte das informações, além de estudos que comprovem que os indígenas são responsáveis pelas queimadas no Pantanal e na Amazônia.

O PDT entrou com uma interpelação judicial no STF contra o presidente Jair Bolsonaro nesta quarta-feira, 23. A legenda pede que o chefe do Executivo explique se houve equívoco nas alegações feitas em seu discurso na ONU, na 75ª Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (AGNU), que acontece em Nova York.

O partido solicita que o presidente detalhe a fonte das informações, além de estudos que comprovem que os indígenas são responsáveis pelas queimadas no Pantanal e na Amazônia.

Continua depois da publicidade

“O PDT também questiona se o presidente, estando ele convencido da culpa dos povos indígenas pelas queimadas, tomou alguma medida investigativa ‘para deslindar os fatos e punir indígenas e caboclos que estejam realizando queimadas’, bem como que apresente as possíveis provas concretas e foram obtidas”, destaca o partido em nota.

Bolsonaro chegou a falar, na última segunda-feira, 21, que os incêndios acontecem em todos os lugares da floresta.

“Estamos abertos para o mundo naquilo que melhor temos para oferecer, nossos produtos do campo. Nunca exportamos tanto. O mundo cada vez mais depende do Brasil para se alimentar. Nossa floresta é úmida e não permite a propagação do fogo em seu interior. Os incêndios acontecem praticamente, nos mesmos lugares, no entorno leste da Floresta, onde o caboclo e o índio queimam seus roçados em busca de sua sobrevivência, em áreas já desmatadas”, pontuou.

Focus.jor.br

COMPARTILHE A NOTÍCIA EM SUAS REDES SOCIAIS

ANÁLISE DO PERIGO REAL: “Vacinas para covid-19 interferem diretamente no material genético”

Sem emprego e cansado de errar o pico, Mandetta muda de cor e manda Currículo para Magazine Luiza

Selecionados para você!