Perceberam o aumento de ataques da Record (de Edir Macedo) contra Bolsonaro? Pois há um motivo

Compartilhar

Edir Macedo está enfrentando um problema delicado, e deseja que Bolsonaro o resolva
Ao que tudo indica, o principal assunto desse domingo, dia 18/07, tem nome e sobrenome: Edir Macedo, dono de vários postos de prestígio, como o de líder da Igreja Universal (a terceira maior igreja evangélica do país) e da emissora Rede Record, e também do Grupo Record. Sem dúvidas, Macedo, além de bilionário, influencia milhões e milhões de brasileiros.

E ao que parece, ele utilizou dessa influência, especialmente nas telinhas, para pressionar Bolsonaro a resolver um sério problema que a Igreja Universal e a Record enfrentam na Angola, país africano que também fala português, e onde a Igreja e a emissora de Macedo também são muito influentes. Ou pelo menos, eram.

Isso porque nos últimos meses o governo angolano expulsou a Record e reconheceu os líderes angolanos da Igreja Universal como os verdadeiros donos da igreja no país, fazendo com que diversos pastores brasileiros tivessem que sair de Angola.

Quando isso ocorreu, no mês de maio, o Jornal da Record criticou duramente o Governo Federal: ”O Ministério das Relações Exteriores, que deveria proteger os brasileiros em Angola, falhou na missão. E o governo brasileiro também foi omisso, e não atuou de forma ativa para evitar a deportação dos missionários”.

Agora, Macedo voltou aos noticiários pois o vice-presidente Hamilton Mourão está na nação africana para negociar a paz entre os dois lados da Igreja Universal da Angola: “O governo brasileiro gostaria que se chegasse a um consenso entre essas duas partes e que o Estado angolano recebesse a delegação parlamentar brasileira que quer vir aqui para tentar chegar a um acordo e a um ponto em que se arrefeça as diferenças que ocorreram”, pediu o general.

Pois é, leitores. É sempre muito difícil resistir à pressão da mídia. Afinal, o povo tira suas opiniões a partir das notícias e dos pontos de vista da grande imprensa, tanto pelo que ela opta por veicular, quanto pelo que tenta esconder do conhecimento da população. Por isso, você, cidadão patriota, deve levar em consideração a assinatura do nosso site, para fazer com que a mídia alternativa digital atinja cada vez mais pessoas

newsatual

Compartilhar

Ao vivo, jornalista da CNN acaba admitindo o que não deveria sobre Bolsonaro

OS MERDAS! “Cai fora”: quem são os “artistas” que lançam música pelo impeachment de Bolsonaro

Ajude a manter o site no ar. Faça uma doação de qualquer valor.


Compartilhe nos grupos do Facebook e nas suas redes.