PF faz buscas em escritório de ex-presidente do STJ; Asfor Rocha acusado em delação de Palocci de ter recebido propina de R$ 5 milhões

COMPARTILHA

A Polícia Federal fez buscas no escritório do ex-presidente do STJ Cesar Asfor Rocha, acusado pela delação do ex-ministro Antonio Palocci de ter recebido R$ 5 milhões do esquema da Camargo Corrêa que conseguiu anular a Castelo de Areia. Essa operação deflagrada em 2009 com o objetivo de apurar os crimes de fraude à licitação, corrupção, lavagem de dinheiro, dentre outros, praticados por representantes da construtora e agentes políticos, para obtenção de contratos públicos.

Cesar Asfor Rocha, ex-presidente do STJ, aceitou um habeas corpus e suspendeu a ação em janeiro de 2010. Na ocasião, ele determinou a suspensão dos processos criminais e investigações, até que maiores esclarecimentos sobre a origem das provas. Em 2011, a Castelo de Areia foi anulada pela 6ª Turma do STJ.

Além de São Paulo, também são cumpridos mandados em Fortaleza (CE).

Marco Damiani

br2pontos.com.br

COMPARTILHA