‘PGR parece querer desmontar a Lava Jato’, diz Ganime

COMPARTILHE AGORA E COMENTE LOGO ABAIXO


“PGR parece querer desmontar a Lava Jato, a decisão anterior ia nesse sentido”, diz Ganime.

Paulo Ganime, líder do Novo na Câmara dos Deputados, elogiou, nesta segunda-feira (3), a decisão de Edson Fachin, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), de revogar o compartilhamento de todos os dados da operação “Lava Jato” com a Procuradoria-Geral da República (PGR).

Em conversa com o blog Antagonista, o deputado disse que a decisão anterior de Dias Toffoli, presidente do STF, para o compartilhamento dos dados “não fazia sentido” e “implicava em quebra de sigilo de informações”:

Continua depois da publicidade

“Não há subordinação entre os Ministérios Públicos e a PGR. A liberação de toda base de dados não fazia sentido nenhum e ainda implicava em quebra de sigilo de informações. A decisão havia sido tomada no plantão, agora foi o relator do caso, que conhece muito melhor a situação.”

Ganime acrescentou:

“É até de se estranhar o momento em que a PGR fez o pedido, pois não é uma operação nova. Será que quis se aproveitar de quem estava de plantão? A PGR parece querer desmontar a Lava Jato, a decisão anterior ia nesse sentido, mas felizmente ela foi revista agora.”

Renova Mídia

COMPARTILHE AGORA E COMENTE LOGO ABAIXO

VÍDEO URGENTE: FBI e CIA descobrem espião do governo chinês no Brasil

BOLA DENTRO: Fux nega suspensão do novo Marco Legal do Saneamento Básico