Secretário de Saúde petista do Ceará admite ‘erro’ no combate ao Coronavírus e Bolsonaro não perdoa

COMPARTILHE AGORA E COMENTE LOGO ABAIXO


Em entrevista coletiva nesta segunda-feira, 14, o secretário estadual da Saúde do Ceará – do governador petista Camilo Santana – Carlos Roberto Martins, o Dr. Cabeto, afirmou, sobre a covid-19, que a “forma de comunicação inicial”, ainda no mês de março, quando foram confirmados os primeiros infectados, poderia ter sido mais assertiva.

O secretário relembrou que na época a orientação era que apenas pessoas do grupo de risco ou aquelas que apresentassem sintomas graves da doença deveriam procurar uma unidade hospitalar.

Já os pacientes gripados, assintomáticos e os não graves poderiam permanecer em casa.

Continua depois da publicidade

Dr. Cabeto ainda criticou a Organização Mundial da Saúde.

“Eu acho que o mundo inteiro pautou uma coisa chamada ‘não vá ao hospital, espere ter falta de ar’, e a gente viu no decorrer da evolução, acho que o mundo errou, o CDC errou, a OMS errou. É preciso que se diga claramente”, apontou.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, comentou a declaração do secretário.

“Faltou apenas ele dizer: o presidente Jair Bolsonaro ACERTOU.”

Bolsonaro ainda ressaltou que ‘dezenas de milhares de vidas poderiam ter sido salvas se essas pessoas tivessem humildade, e reconhecessem que é o médico quem receita o que deve ser prescrito ao paciente’.

“Hidroxicloroquina ou outro medicamento”, disse.

Confira:

COMPARTILHE AGORA E COMENTE LOGO ABAIXO

A notícia que o Bonner não deu… Record faz elucidativa reportagem sobre a TV Globo e revela “O Lado Oculto do Império”

Parabéns STF: Sem polícia, ‘chefe’ do tráfico desfila na Rocinha com dezenas de fuzis