STF nega mais um pedido de liberdade para Roberto Jefferson

Compartilhar

O Supremo Tribunal Federal (STF) formou maioria para manter a prisão preventiva do ex-deputado e ex-presidente do PTB, Roberto Jefferson. Os ministros analisam no plenário virtual um novo habeas corpus protocolado pela defesa dele.

O julgamento teve início na última sexta-feira (19) e ficará aberto no sistema da Corte até o dia 26.

Os advogados tentam reverter uma decisão do ministro do STF, Alexandre de Moraes, que negou em agosto outro pedido de soltura.

Moraes foi o responsável por determinar a prisão de Jefferson no dia 13 de agosto a pedido da Polícia Federal (PF).

O relator, ministro Edson Fachin, negou o pedido de soltura por uma questão processual. Os ministros Gilmar Mendes, Cármen Lúcia, Rosa Weber e Ricardo Lewandowski acompanharam o voto do relator. O ministro Alexandre de Moraes se declarou impedido de votar.

Ainda faltam os votos dos ministros Dias Toffoli, Luís Roberto Barroso, Nunes Marques e do presidente da Corte, Luiz Fux. No entanto, não é mais possível reverter o resultado.

gazetabrasil

Compartilhar

Destemida, Bia Kicis ‘vai pra cima de Lula’ e dá resposta avassaladora sobre ataque à liberdade nas redes (veja o vídeo)

Militares se negam a participar de teste da urna eletrônica

Ajude a manter o site no ar. Faça uma doação de qualquer valor.


Compartilhe nos grupos do Facebook e nas suas redes.