‘Tráfico nem devia ser crime’, diz candidato a vereador

COMPARTILHE A NOTÍCIA EM SUAS REDES SOCIAIS

Marcelo Castro fez declaração nas redes sociais. Após a repercussão negativa, se retratou.

O candidato a vereador em São Paulo Marcelo Castro (Novo) afirmou que “tráfico nem devia ser crime” ao comentar a decisão que deu liberdade ao narcotraficante André do Rap, suposto chefe da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital).

Nas redes sociais, Castro disse que o narcotraficante estava preso temporariamente há um ano. “A lei é clara: prisão preventiva por mais de 90 dias tem que ser fundamentada. Não foi. Ademais, o caro foi preso por tráfico, não por assassinato ou latrocínio. Tráfico nem devia ser crime”, afirmou.

Continua depois da publicidade

R7

COMPARTILHE A NOTÍCIA EM SUAS REDES SOCIAIS

Bolsonaro defende voto impresso para “evitar fraudes nas eleições”

BOMBA! Marco Aurélio já soltou 79 com a regra usada em chefão do PCC