Maduro: “Bolsonaro é um extremista ideológico”

Venezuela's President Nicolas Maduro speaks during a press conference, where he warned the Lima Group that he would take energetic measures if they do not rectify their position on Venezuela in 48 hours, on the eve of assuming a new six-year mandate, at the Miraflores presidential palace in Caracas, Venezuela on January 9, 2019. - Last week the Lima Group -- made up of 14 mostly Latin American countries -- had urged Maduro to renounce his second term and deliver power to parliament, a demand Caracas blasted as incitement to stage a coup d'etat. (Photo by YURI CORTEZ / AFP)

É PRA COMPARTILHAR!

O ditador venezuelano Nicolás Maduro concedeu entrevista à Folha de São Paulo.

Em sua fala, Maduro não poupou críticas ao mandatário brasileiro Jair Bolsonaro.

“Você sabe que Bolsonaro é um extremista ideológico. Recentemente ele declarou sua admiração pelo ditador Augusto Pinochet, que é uma espécie de Hitler sul-americano. E em sua mente está apenas a agressão contra a Venezuela. Ele não é um político. Lamentavelmente, à frente de muitos governos da América do Sul não há políticos com ‘p’ maiúsculo, com doutrina, que saibam respeitar a diversidade.”

E acrescentou:

“Estou convencido de que aqui [na Venezuela] vai triunfar a paz frente às ameaças e às loucuras da ultradireita, de Bolsonaro, de Trump e de toda essa gente.”

Conexão Política

É PRA COMPARTILHAR!