URGENTE: PT acusa Sergio Moro de acordos milionários com criminosos

É PRA COMPARTILHAR!

Nesta sexta-feira (09), a assessoria do Partido dos Trabalhadores publicou uma nota sobre a Operação Cravada, da Polícia Federal, deflagrada para desestruturar o núcleo financeiro do Primeiro Comando da Capital (PCC). Na operação, a PF obteve mensagens de aúdios que expõem fortes ligações entre a facção criminosa e o PT.

Em trechos das conversas, Alexsandro Roberto Pereira, conhecido como Elias, apontado pela investigação como tesoureiro da facção, critica as ações do governo Bolsonaro, recém eleito, sobre a segurança pública, faz duras críticas ao ministro Moro e confessa a facilidade em diálogos “cabulosos” com o PT:

“Os caras tão no começo do mandato dos cara, você acha que os cara já começou o mandato mexendo com nois irmão. Já mexendo diretamente com a cúpula, irmão”.

“Com nois já não tem diálogo, não, mano. Se vocês estava tendo diálogo com outros, que tava na frente, com nois já não vai ter diálogo, não. Esse Moro aí, esse cara é um filha da p***, mano. Esse cara aí é um filha da p*** mesmo, mano. Ele veio pra atrasar”.

“Ele começou a atrasar quando foi pra cima do PT. Pra você ver, o PT com nois tinha diálogo. O PT tinha diálogo com nois cabuloso, mano, porque… situação que nem dá pra nois ficar conversado a caminhada aqui pelo telefone, mano. Mas o PT, ele tinha uma linha de diálogo com nois cabulosa, mano”.

Em nota breve e sem boas explicações, a assessoria do PT diz que a notícia foi “forjada”, acusa Moro de realizar “transações milionárias com criminosos confessos”, além de outras besteiras:

O PT, há tempos, é um partido sem escrúpulos e que cava, a cada dia mais fundo, a sua cova. E seus líderes, lamentavelmente, deixam a tampa do caixão aberta para o mau cheiro subir.

Jornal da Cidade online


NOSSO GRUPO NO WHATSAPP! Entre aqui!

Participe dos debates nos grupos!

É PRA COMPARTILHAR!